Debate

Titi Müller reposta foto nua censurada no Instagram e desabafa sobre hipersexualização

por: Karol Gomes


Titi Müller teve uma foto censurada pelo Instagram nesta quinta-feira (14), com o argumento, por parte da rede social, de que o conteúdo não cumpria com as Diretrizes da Comunidade, a publicação foi removida por nudez ou atividade sexual.

No clique, a apresentadora aparece nua, mostrando o barrigão de sua primeira gravidez, fruto de seu casamento com o músico Tomas Bertoni. Ela desabafou após ser notificada pela plataforma.

Titi, que está grávida, teve nu excluído do Instagram

“Poderiam se preocupar mais com perfis que espalham ódio e fake news e deixar nossos corpos em paz”, escreveu ela, exibindo mais uma vez a foto nos stories. Ela também publicou a foto novamente no Twitter, contando que a publicação original havia sido derrubada pela outra rede social.

Em entrevista ao UOL, Titi disse como ficou surpresa ao ver que a foto havia sido apagada. Ela compartilhou com a reportagem a notificação que recebeu da rede social, que trazia a seguinte mensagem:

A apresentadora criticou a medida da rede social

“É incrível como um corpo feminino ofende. Já tinha visto várias amigas tendo suas fotos censuradas, mas nunca achei que fossem sexualizar o corpo de uma mulher grávida”, criticou ela.

No fim das contas, Titi, que está enchendo o perfil pessoal dela no Instagram de fotos da barriga, decidiu repostar a imagem que havia sido deletada, mas, dessa vez, com uma “censura”: um emoji de mamadeira cobre o pouco do que a foto mostrava.


Publicidade

Fotos: foto 1: Reprodução/ Twitter/foto 2: Reprodução/Instagram


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.


X
Próxima notícia Hypeness:
Policial é suspeito de matar artista negro que separava briga em bairro nobre de SP