Arte

YouTube exibe mais de 100 filmes de ‘Cannes’ e outros festivais de cinema durante quarentena

por: Karol Gomes

Assim como outros eventos do cinema em 2020, o ‘Festival de Cannes’ foi cancelado em função da pandemia do novo coronavírus. Já os festivais de Veneza e Toronto, previstos para setembro, ainda são incertos. Mas, em meio a notícias desanimadoras, os fãs da sétima arte não estão desamparados neste ano.

A partir desta sexta (27), no YouTube, vai ao ar o ‘We Are One: A Global Film Festival’, que apresentará, ao longo de 10 dias, títulos novos e clássicos, muitos seriam exibidos de maneira inédita nos grandes eventos.

– Coronavírus deve forçar adiamento do ‘Oscar’ 2021, diz revista

A iniciativa parte da união de 21 festivais de cinema pelo mundo, a fim de incentivar o consumo da arte em tempos de paralisações e quarentena. A ideia é alcançar um público que nunca participou de um desses eventos pessoalmente. A inspiração veio do festival de cinema Tribeca, promovido pelo ator Robert De Niro em 2002 para revigorar Manhattan após os ataques de 11 de setembro ao World Trade Center.

– Com Gisele na capa, Vogue escorrega ao glamourizar mundo ‘pós-coronavírus’

O We Are One transmitirá mais de 100 filmes de 35 países diferentes, incluindo a estreia mundial do documentário Iron Hammer, sobre a ex-estrela olímpica chinesa de vôlei “Jenny” Lang Ping, o filme angolano ‘Ar Condicionado‘, do realizador Fradique Bastos, uma conversa com os diretores Bong Joon Ho (‘Parasita’) e Guillermo del Toro (‘A Forma da Água’), além de uma reunião comemorativa de 20 anos com o elenco do longa ‘Quase Famosos.

Cena do filme angolano “Ar Condicionado”

Para os filmes em estreia, seus diretores vão aparecer durante a transmissão e apresentá-los. Depois, ficarão online para um debate sobre a exibição.

– Magreza de Adele revela gordofobia escondida em comentários elogiosos

O festival será transmitido gratuitamente, mas a oportunidade de arrecadar fundos para o combate à Covid-19 será aproveitada e espectadores serão convidados a doar para o Fundo de Resposta Solidária da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Publicidade

Fotos: Divulgação / We Are One: A Global Film Festival


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Artista pinta mulheres negras com cabelo de verdade e forma quadros super criativos