Agenda Hypeness

Agenda Hype em casa: lives de Anitta a Caetano, Dia do Cinema e forró no clima junino

por: Gabriela Rassy

Junho chegou e essa nossa fogueira tá acendendo só no coração mesmo. Por isso vamos deixar de celebrar o São João, a música e o cinema, além de lutar por nossas florestas e pelos nossos direitos? Jamais, meus amores. Vai ter esquenta junino sim, mas não só. As lives da semana chegam para arrecadar fundos para comunidades indígenas com shows de Sting a Anitta, passando por Caetano, Gil e Milton Nascimento. Rolam também bons filmes na semana dedicada ao cinema nacional, como a exibição gratuita de Bacurau, além de festas, bons papos de arte e música e, claro, lançamentos visuais apetitosos.

Vem na minha!

#shows

Saulo Duarte | Instagram
Quinta-feira, dia 18, às 21h 
O músico faz uma sessão especial para aliviar nossa semana quarentener com embalo delicioso de sua voz e violão. O repertório é surpresa, mas pode confiar que é sucesso.

Luana Carvalho | Instagram pipoca.co
Quinta-feira, dia 18, às 19h30
A filha da saudosa Beth Carvalho compartilha suas vivências carnavalescas no Carnaval de histórias. E, também garante palhinhas com sua voz poderosa.

Sabor de São João – Live Elba Ramalho
Sexta, dia 19, 20h
Prepare os quitutes juninos que vai ter São João em casa com muito forró delícia!

João Rock | Youtube
Sábado, 20, 16h

SOS Rainforest Live
Domingo, dia 21, às 16h
Live internacional que chega para arrecadar fundos para povos indígenas e comunidades que lutam contra o desmatamento das florestas tropicais. Rolam show de Anavitória, Anitta, Iza, Carlinhos Brown, Milton Nascimento, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Maria Gadú, Criolo, Gaby Amarantos, Tropkillaz com Duda Beat e AfroB, entre outros artistas brasileiros. Completam o line up poderoso Sting, Mathilda Holmer, Manu Chao, Lisa Simone, Jupiter and Okwes e muito mais.

Festival Joia Rara | Instagram de cada artista
Domingo, 21, das 10h às 22h
Nessa edição, a figura do mestre Altay Veloso brilha no altar das divindades negras, integrando o line up de 12 horas ininterruptas de voz e violão, nas quais também figuram Mauricio Tizumba, François Muleka, Mombaça, Giana Viscardi, Angélica Duarte, Chico Faria e Fernando Temporão. Os sucessos da vez ficam por conta de Luis Carlinhos, ex-Dread Lion e integrante do Quatro Cabeça, projeto dele com Maurício Baia, Gabriel Moura e Rogê, que já passaram pelo festival.

#festa

OMULU, FRESH! Dance Hall, DJ MArky e Claudia Assef | @thecloud.bar
Sexta, 20h; sábado, 21h; Domingo, 17h
Entrando no clima junino, durante a semana, Felipe Mar prepara um set especial com pegada brasileira de Arraiá Pop. Omulu, DJ Marky e Claudia Assef comandam as pick-ups no fim de semana com uma seleção especial para todos dançarem em casa. As Bahias e a Cozinha Mineira voltam a abrilhantar a programação, agora em um talk especial com mediação do apresentador Didi Effe sobre os bastidores da produção do novo clipe de Éramos Chuva e os desafios e afetos artísticos de quarentena.A tradicional festa que faz um seleção de vertentes da música jamaicana que nasceram com a revolução digital da metade dos anos 80, como Ragga, Bogle e Dancehall.

Seis Horas de Brega Direto | YouTube
Sábado, 20, 15h
O DJ Zec Picoteiro, criador da festa de música latino-amazônica Lambateria, diretamente de Belém do Pará, faz uma live especial com bregas rebolantes e chamegantes.

Sessão da Tarde #2 | Twitt.tv
DJs Gê e Murilex fazem sessões deliciosas para embalar nossas tardes de domingo em casa. Nesta edição, uma homenagem ao casal Anelis Assumpção e Curumim. Mas já pega um gostinho do set Illa J x J Dilla.

#lançamento

Kunumí MC | Xondaro Ka’aguy Reguá (Forest Warrior)
Werá Jeguaka Mirim é o nome de Kunumí MC. Com dois discos já lançados, o EP de estreia, My Blood is Red (2017) e o álbum Todo Dia É Dia de Índio (2018), Kunumí MC lança agora o single Xondaro Ka’aguy Reguá (Forest Warrior), que ganhou clipe, dirigido pela dupla da Angry Films, Bruno Silva e Gabe Maruyama.

Henrique Cartaxo | Bai
“A saudade percorre todo o disco como um sentimento fundamental, se manifestando de diferentes maneiras da terra ao céu, do céu ao sol, do sol ao mar”. Para o músico, cantor e compositor baiano (radicado em São Paulo) Henrique Cartaxo, “saudade é sempre saudade”. Hoje, no contexto do isolamento social, sentimos mais falta do que nunca, das pessoas, lugares e coisas pequenas. Tal sentimento ecoa ao longo de onze faixas de Bai, disco de estréia de Cartaxo, que podem ser ouvidas nas principais plataformas digitais e em versão visual no Youtube – dirigida também por ele.

Craca e Sandra-X | Um Livro de Amor e Oxóssi
Produtor musical e artista visual, Craca (Felipe Julián), é conhecido pelos sons brasileiros e afro-latinos em inusitadas bases eletrônicas. Essa receita aparece nos dois singles que ele lança em parceria com a performer, cantora e compositora Sandra-X, que também é sua esposa. “Oxóssi” e “Um Livro de Amor” celebram a união artística e afetiva da dupla nesta semana cheia de amor.

Limonge | Dom Quixote, o Presidente do Brasil
O mundo está passando por uma série de momentos decisivos, em vários sentidos, e grande parte desses acontecimentos tem relação com a política, principalmente no Brasil. Pensando nisso o cantor e compositor Limonge resolveu se posicionar sobre sua insatisfação com o momento atual do país.

#cinema

Bacurau | Youtube Telecine
Quinta, 18, às 20h
Na semana do Dia do Cinema Brasileiro, o Telecine preparou uma live de cinema especial! O filme aclamado pela crítica, vencedor do prêmio do Júri em Cannes e que a gente amou absolutamente, Bacurau chega na #SessãoFiqueEmCasa.

Bate-papo de Cinema Pontos MIS | Especial Zé do Caixão – À meia-noite levarei sua alma (AO VIVO)
Sábado, 20, 16h e 18h
Nesta edição que celebra o Dia do Cinema Nacional (19/06), homenageia o trabalho de um dos maiores diretores do Brasil, José Mojica Marins, com a exibição de seu clássico “À meia-noite levarei sua alma”. A sessão, realizada em parceria com a Spcine Play, acontece gratuitamente às 16h e será seguida por bate-papo ao vivo, às 18h. Participam da conversa, que tem mediação de Carlos Primati (pesquisador especializado no cinema fantástico), os jornalistas e biógrafos de Mojica, Ivan Finotti e André Barcinski; Paulo Biscaia (diretor, roteirista e editor de cinema) e Marcelo Miranda (jornalista, crítico de cinema, pesquisador e programador). Para assistir ao filme é necessária inscrição prévia por meio deste link, a partir de quinta-feira, dia 18.

Cinema do Dragão com “Até que Você me Ame”
Domingo, dia 22
Fim de domingo combina com filme e nessa semana rola o suspense “Até que Você me Ame”, de Edward A. Palmer, e “O Sonho de uma Família”, filme de abertura do festival de Locarno, na Suíça, dirigido por Ginevra Elkande. Para assistir aos longas, basta que o usuário acesse seu cadastro no site do Cinema Virtual, selecione o filme e depois indique o Cinema do Dragão como a sala que receberá o pagamento pelo ingresso digital. Cada uma das sessões custa R$ 24,90, podendo ser compartilhada em até 3 diferentes dispositivos simultâneos, entre computador, celular, tablet e smart TV.

MIS Ex-libris: Uma rua chamada Borboletas Psicodélicas (Ao vivo)
Domingo, 21, 17h
Neste domingo, o Museu lança mais uma programação do #MISemCASA: o MIS Ex-Libris, um programa mensal que traz bate-papos ao vivo sobre literatura e que visa debater novos suportes tecnológicos, tais como o ebook. Na estreia, acontece uma conversa sobre o livro recém-lançado Uma rua chamada Borboletas Psicodélicas (PerSe, 2020), que traz diversos contos que homenageiam a cidade de São Paulo. Na conversa com o antropólogo e historiador, Juliano Spyer, organizador do livro, e mediada por José Luiz Goldfarb, o público participante do bate-papo será presenteado com uma versão digital do livro em pdf.

#séries

Alta Sociedade Baixa
Sempre às sextas-feiras, a comédia em forma de crítica durante o isolamento social está sendo gravada pelos próprios atores e atrizes, onde cada um em suas casas produzem o cenário e figurino. Participam do elenco Samantha Schmütz, Tom Cavalcante, Seu Jorge, Adriana Galisteu, Karol Conká, Sylvia Pfeifer, Theodoro Cochrane, Glamour Garcia, Gustavo Mendes, Gorete Milagres, Leonardo Miggiorin, Marília Gabriela, Reynaldo Machado, Sheron Menezzes, Carmo Dalla Vecchia, Pablo Morais, Lan Lan, Pretinho da Serrinha, Luis Miranda, Vinicius Fragoso, Débora Reis, para citar alguns. Mariana Jorge e Rodrigo Pitta, assinam a direção deste conteúdo.

#visuais

MASP e Flávio Cerqueira
Quinta, dia 18, às 18h
Com o objetivo de contemplar diferentes perspectivas a respeito de um mesmo tema, o museu promove  uma live com o artista Flávio Cerqueira e o antropólogo Hélio Menezes, curador de arte contemporânea no Centro Cultural São Paulo e um dos curadores convidados de “Histórias afro-atlânticas”. Eles irão conversar sobre a produção do artista e sua participação na exposição, eleita uma das melhores de 2018 pelo jornal The New York Times.

View this post on Instagram

em casa Engenheiro civil de formação, Flávio de Carvalho (1899-1973) é um dos principais artistas da primeira geração de vanguarda no Brasil, pioneiro em uma série de experimentações multimídia. Viveu na Europa na década de 1910, e em 1922, em seguida à Semana de Arte Moderna a qual não participou, volta a residir em São Paulo, onde participa de concursos arquitetônicos, projetos de cenário e figurino para teatro, caminhadas e percursos, como em ‘Experiência n. 2’ (1931) em que atravessa uma procissão de Corpus Christi em sentido contrário – obra considerada precursora da performance no país –, além de pinturas. ‘Nu feminino deitado’ (1932) é realizada em um período que o artista montava um atelier coletivo, o Clube dos Artistas Modernos (CAM), com artistas como Antonio Gomide, Emiliano Di Cavalcanti e Carlos Prado, em diálogo com compositores, escritores e psiquiatras. Neste retrato, vê-se deitada sobre uma cama uma mulher desnuda, cujos membros têm formas decompostas e geometrizadas, destacados em diferentes tons cromáticos, em um procedimento que remete ao cubismo. Nota-se as coxas e seios fartos, e seus braços cruzados sobre si mesma. As cores fortes – azul marinho, ocre e marrom – ocupam a tela por meio de pinceladas densas de tinta. Esses elementos dão peso e expressão ao rosto e ao corpo da figura, ao passo que a sua posição denota o onírico, o devaneio e o metafísico. Flávio de Carvalho, ‘Nu feminino deitado’, 1932, doação do artista, 1948 #maspemcasa #acerovomasp #flaviodecarvalho #acervoemtransformação

A post shared by Museu de Arte de São Paulo (@masp) on

Fotografia: Conversa com Luciano Candisani (Ao vivo)
Sexta, 19, às 17h

O MIS dedica um espaço especial à fotografia, tanto à memória, preservação e difusão – com ações envolvendo itens de seu próprio acervo – quanto à contemporaneidade de seus temas, artistas, técnicas e formatos. Deste modo, o Museu convida para um bate-papo ao vivo o fotógrafo e escritor Luciano Candisani, que carrega vasta experiência no registro de ambientes e culturas naturais, posicionando seu trabalho de modo consistente no delicado espaço entre a fotografia documental e a artística. Na conversa, Luciano conta sobre sua experiência com a série Haenyeo – Mulheres do mar, que esteve em cartaz no de  31 de agosto a 13 de outubro de 2019, dentro do projeto FOTO MIS, e também se volta a uma reflexão do impacto do atual momento na experiência de fazer e pensar fotografia. Para conduzir o bate-papo com o público, participa também o crítico, curador e fotógrafo Eder Chiodetto, que selecionará também perguntas dos internautas para serem comentadas pelo convidado.

#literatura

“Coragem – Substantivo Feminino”, de Flavia Campos
A publicitária, estrategista, escritora, autora, feminista, humanista e mãe do Theo, acaba de lançar, pela Editora Patuá, seu primeiro livro de poesia. São 177 poemas, impregnados de amor, generosidade e imensidão, inspirados na coragem transformadora das mulheres. Cada texto mostra que a poesia é maior do que o medo e que a sororidade tem o poder de salvar as pessoas de um possível deserto interior. O livro, pautado pela ciranda inexata e infinita que torna as mulheres uníssonas e capazes de seguir adiante, a despeito do não, nasceu corajosamente de um projeto que Flavia já faz há dois anos, chamado #TodoMundoéPoesia. Nele, mulheres do Brasil inteiro contam suas histórias de vida e de luta, as quais são transformadas em poemas pela autora. A obra está à venda na Amazon e no Site da Editora Patuá, por R$40 (Frete grátis na Patuá durante a quarentena).

#teatro

CulturaLive Firjan SESI | Instagram
Todas as quartas, a partir das 19h
O ator, diretor e dramaturgo Rodrigo França é o primeiro convidado do CulturaLive, novo projeto da Firjan SESI que estreia nesta quarta-feira, 17. A partir das 19h, o multiartista participa de um bate-papo com Alessandro Martins, supervisor de cultura do teatro Firjan SESI Centro. A conversa tem como objetivo convidar idealizadores, atores, diretores e produtores teatrais que já passaram pelos palcos dos teatros Firjan SESI para uma conversa sobre os espetáculos.

Konstituição, Ré em 2ª Instância, da Cia. Carne Agonizante
19 a 26 de junho, todos os dias, às 20h
Espetáculo concebido por Sandro Borelli cria reflexão sobre a violência e a maneira como a Constituição de 1988 é diariamente desrespeitada pela sociedade e pelo próprio Estado brasileiro. A obra iria estrear em março de 2020 e, por conta da pandemia, vai ser encenada pelos bailarinos pelo Facebook e canal do Youtube da companhia.

#Podcast

Isso só acontece em novela – Episódio 18
O podcast analisa cronologicamente as telenovelas mais populares no país e seu impacto na sociedade. No último episódio desta temporada, o roteirista, dramaturgo e diretor teatral Lucas Martins Néia, e o jornalista, roteirista e crítico de novela Raphael Scire falam sobre outros formatos da ficção televisiva brasileira como séries e minisséries, destacando alguns títulos de sucesso, entre eles Malu mulher (1979), Anos rebeldes (1992) e Justiça (2016). Os dois também leem as mensagens e respondem as dúvidas dos ouvintes.

Suave na Nave
Podcast do Circo Voador, lona mais amada do Rio de Janeiro. Neste episódio, um bate papo com Cris Matos, produtora da festa @onda.cc , diretamente de Nova York! Além disso, falam um pouco da experiência com os programas Circo no Ar, editados a partir das imagens do nosso Acervo Circo Voador e exibidos toda sexta e sábado 22h no nosso YouTube. No final tem ainda aquela dica esperta de filmes, séries e plataformas pra conhecer.

#Canal

Papo de Música com Emicida
“Tem dois Brasis, o oficial e o não oficial. O ‘oficial’ é o grande freio de mão do Brasil ‘não oficial’, que é o Brasil que a gente ama”, explica o rapper Emicida ao canal Papo de Música (antes de cravar que o Brasil ‘não oficial’ precisa chegar ao poder). Em conversa com a apresentadora Fabiane Pereira, o artista destrinchou elos que vê no mundo ao refletir sobre as conexões que faz nesse território de brasilidades alternativas, o vínculo entre calma e revolução e a correlação entre passado e presente.

#playlist

Noite Transante
Serviço de utilidade pública para o amor em tempos de quarentena. Aos sábados, seleções afrodisíacas feitas por artistas, com deliciosas pílulas musicais em meio à quarentena. Disponível no Spotify e no Deezer.

Publicidade


Gabriela Rassy
Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Artista nigeriano inova pintando retratos de pessoas se libertando do plástico