Debate

Desmatamento no Brasil em 2019 foi 99% ilegal e país é o que mais destrói florestas no mundo

por: Yuri Ferreira

Um estudo do MapBiomas mostrou que o Brasil foi o país que mais desmatou no mundo em 2019. Para ajudar, 99% do desmatamento no nosso território é ilegal, segundo a publicação, apresentada para a Frente Parlamentar Ambientalista. As informações ainda apontam que nosso país acabou com o DOBRO de florestas em comparação com o segundo lugar, que ficou com o Congo.

– Brasil caminha para novo recorde de desmatamento da Amazônia

Ainda conforme o relatório, o Brasil perde 1,5 km² de mata por hora, que dá um pouquinho mais que um campo de futebol. Em 2019, foram 12 mil quilômetros quadrados (ou 1.680.672 campos de futebol) de vegetação nativa perdidos. O cenário para 2020 é ainda pior. A crescente desflorestação que acontece por debaixo dos panos enquanto a pandemia avança já representa uma ameaça real para a Amazônia.

Latifundiários, grileiros e garimpeiros são os principais responsáveis pela destruição de nossas riquezas ambientais

Observando a perda de vegetação entre agosto do ano passado e maio desse ano, houve um aumento de 72% de desmatamento na Amazônia Legal, em comparação com o período anterior, conforme dados do Sistema de Detecção do Desmatamento em Tempo Real (Deter), do Inpe. A Amazônia foi a área mais destruída, respondendo por 60% dos registros. Além disso, pode haver subnotificação do desmatamento, nos colocando em situação ainda mais perigosa.

Um dos principais medos dos defensores da Amazônia é que o constante desflorestamento leve a uma perda irreversível do bioma amazônico. “Isso, estamos no meio do caminho. E o restante do caminho pode acontecer nos próximos oito anos, durante dois mandatos de governo Bolsonaro. Reduzir o desmatamento é uma questão absolutamente crucial para a estabilidade do clima do planeta – assim como reduzir as emissões de combustíveis fósseis dos países desenvolvidos.”, afirmou Paulo Artaxo, doutor em física atmosférica pela Universidade de São Paulo (USP), à BBC, em 2019.

– Pesquisador diz que Amazônia pode atingir nível ‘de não retorno’ se desmatamento continuar

Além disso, a invasão de garimpeiros e grileiros nas Terras Indígenas está causando uma profunda alteração no sistema. O aumento do desmatamento já é um fato e a contaminação de índios pelo novo coronavírus tem aumentado por causa do desflorestamento ilegal.

“Estamos testemunhando a pandemia se espalhar pela Amazônia de maneira bastante rápida, o que pode causar um outro genocídio indígena, enquanto o governo fecha os olhos para os que cometem crimes na floresta. Isso é inaceitável. Precisamos agir – com a urgência que se faz necessária – para cuidar de quem cuida da floresta”, explica Carolina Marçal, porta-voz da campanha de Florestas do Greenpeace Brasi

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Transexuais serão atendidas em delegacias da mulher. Mudança descarta sexo biológico