Inspiração

Drone capta balé de 64 mil tartarugas na costa da Austrália

Vitor Paiva - 17/06/2020

Desde que o mundo parou em quarentena por conta da pandemia do novo coronavírus, foram muitos os registros mostrando a redução dos efeitos da ação humana sobre a natureza: céu azul e sem poluição em grandes metrópoles, peixes retomando águas dos mares e animais novamente caminhando por florestas frondosas, até mesmo o ar que respiramos se revelando mais limpo com a redução da poluição geral. O mais novo registro do tipo revelou-se um verdadeiro espetáculo natural: na costa da Austrália, um drone filmou nada menos que 64 mil tartarugas-verdes nadando em um verdadeiro balé marítimo.

Parte das milhares de tartarugas registradas pelo drone na Austrália © reprodução

A filmagem foi feita por pesquisadores do Departamento de Meio Ambiente e Ciência do governo de Queensland, na Austrália, a cerca de 620 km de Cairns, em local considerado a porta de entrada para a Grande Barreira de Corais Australiana. Segundo informou a rede de notícias estadunidense CNN, o registro se deu durante o período de reprodução da tartaruga-verde, na maior migração para colocar seus ovos da espécie em todo o mundo – e o uso do drone facilitou em muito o registro e sua contabilidade.

“Tentar contar com precisão milhares de tartarugas, pintadas ou não, a partir de um barquinho em mar revolto era difícil”, disse o Dr Andrew Dunsta, um dos líderes da pesquisa. “Com o drone é mais fácil, mais seguro, muito mais preciso e a informação passa a ser imediata e permanentemente guardada”.

© Wikimedia Commons

As tartarugas-verdes correm risco de extinção em todo o planeta, por conta da poluição, de detritos nas costas dos países, perda de seus habitat naturais, por pesca e por restos de redes abandonadas nos mares. A espécie é normalmente encontrada em águas tropicais e subtropicais, e migra longas distâncias para se reproduzir, se alimentar e colocar seus ovos. O uso dos drones vem sendo utilizado pelos cientistas para melhorar a contagem das populações da espécie, e ajudar na proteção e na reprodução dos animais.

© reprodução

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é mestre e doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Publica artigos, ensaios e reportagens, é autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Tudo que você precisa para melhorar sua live e bombar na Twitch