Estilo

Estilista congolesa altera rumos da moda com desfile em 3D durante pandemia

por: Vitor Paiva

O universo da moda e da alta costura também se vê afetado e em dilema sobre a própria dinâmica desse mundo durante e após a pandemia – e enquanto a quarentena segue como medida literalmente vital para combater a Covid-19, a estilista congolesa Anifa Mvuemba ofereceu, no lançamento de sua nova coleção, uma forte sugestão de como desfilar sem furar o isolamento: de forma digital e virtual, utilizando modelos 3D para vestir os modelitos de sua marca, Hanifa. O “desfile” com a nova coleção aconteceu através de uma live no Instagram na última sexta-feira.

Intitulada Pink Label Congo, a coleção trouxe calças, macacões e vestidos em cores vibrantes sobre corpos criados em 3D de forma digital, e apresentada em formato que sugere um possível futuro para o mundo da moda – e para os desfiles.

“Desenhar conteúdos utilizando modelos 3D para uma coleção inteira foi uma mudança completa pra mim”, disse Anifa, que trabalhou por sete meses para criar as modelos geradas em computador.

“Isso exigiu uma atenção ainda maior nos detalhes de cada roupa, para que vestissem e parecessem da forma mais correta”, disse a estilista.

A novidade tecnológica se encontra, na coleção, com tradições e dilemas do Congo, país na África central onde nasceu Anifa. Além de levar os desfiles para o digital, o lançamento da Pink Label Congo procura levantar a atenção do mundo para o problema das minas de cobalto, no Congo, onde adultos e crianças trabalham na extração do mineral sem as menores condições.

A estilista congolesa Anifa Mvuemba

O cobalto é utilizado para a produção de smartphones, computadores e outros gadgets tecnológicos, e o desfile foi aberto por um mini-documentário sobre o tema no país. “Enquanto eu crescia, ouvia muitas histórias sobre o cobalto e os problemas da mineração no Congo”, disse a estilista. “Muitas vezes são crianças nas minas, e muitas delas estão perdendo suas vidas e muitas famílias são afetadas”.

Publicidade

© fotos: reprodução/divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Bruna Marquezine posta foto da transição capilar e diz que cabelo ‘ficou curtinho’