Debate

Ex-goleiro Bruno, condenado pelo assassinato de Eliza Samudio, estrela propaganda de canil e causa revolta

Karol Gomes - 25/06/2020

Condenado pelo assassinato da ex-companheira Eliza Samudio, o goleiro Bruno Fernandes cumpre prisão em regime semiaberto desde 2019 e seus advogados falam em ressocialização. Mas, as oportunidades dada ao feminicida têm mostrado que nem ele, nem a sociedade, refletiram sobre o crime, cometido em 2010.

O exemplo mais recente é a propaganda que foi ao ar no Instagram do atleta. No post, Bruno fala sobre um canil, localizado na região dos Lagos, no Rio de Janeiro. “Tive o prazer de conhecer um canil incrível da raça do meu filho Booba [seu cachorro]. Levei meu Bombinha para conhecer novos amigos e brincar bastante. Encontro muito produtivo”, escreveu, como uma pessoa muito à vontade no ambiente.

– Feminicídios crescem 44% no primeiro semestre de 2019 em SP

De acordo com investigações do caso, o jogador teria jogado o corpo de Eliza aos cachorros de um canil que tem em seu sítio. Tudo porque ele não queria pagar a pensão do filho que tem com ela.

– Epidemia de feminicídio escancara o machismo estrutural da sociedade brasileira

Devido à coincidência entre a propaganda e os eventos do crime, os internautas criticaram a ação comercial. “Quando você acha que nada pode ficar pior, vem um canil e põe o goleiro Bruno como garoto-propaganda. Não é possível”, disse um usuário do Twitter.

A autora de novelas Gloria Perez também se manifestou sobre o caso, ao compartilhar uma reportagem: “É um deboche!”, afirmou. Muitos fãs dela associaram Bruno a Guilherme de Pádua, que assassinou a atriz Daniella Perez, filha de Gloria, em 1992.

– Goleiro Jean acusa imprensa e ex-mulher revela novas fotos de agressão

Diante das críticas, Bruno usou o Instagram para se defender, dizendo que o post não se tratava de uma publicidade do canil, mas apenas o registro de uma visita que fez ao empreendimento de amigos, levando o seu cachorro. “Não faço propaganda de canil, mas não veria problema em fazer. Amo os animais”, ele afirmou na publicação.

– Robinho pode voltar ao Santos mesmo condenado por estupro na Itália

Em janeiro deste ano, o goleiro Bruno estava prestes a ser contratado pelo Fluminense de Feira, da Bahia, quando uma crítica muito pertinente da jornalista Jéssica Senra, apresentadora da TV Bahia e parte do rodízio de âncoras do ‘Jornal Nacional’, fez o clube voltar atrás. Ela falou que, apesar da importância da ressocialização de ex-criminosos, um time de futebol precisa refletir sobre a mensagem que o mercado do esporte, que cria muitos ídolos, quer passar colocando o feminicida na ativa novamente.

“Desejamos e precisamos que pessoas que cometem crimes tenham a possibilidade de refazer suas vidas, mas diante de um crime tão bárbaro, tão cruel, poderíamos tolerar que o feminicida Bruno voltasse à posição de ídolo? Que mensagem mandaríamos à sociedade? Atletas são referências. Contratar para um time de futebol um assassino, um homem que mandou matar a mãe do seu filho, esquartejar, dar o corpo para os cachorros comerem é um desrespeito. É um desrespeito a nós mulheres”, afirmou Jéssica no programa Bahia Meio Dia.

– Por que a chuva de memes com o caso Neymar ameniza a cultura de estupro

O feminicídio é uma epidemia o Brasil. Em 2018, o Brasil registrou um aumento de 8,4% nos casos – isso significa que uma mulher é morta a cada duas horas no país. Foram 4.254 homicídios dolosos de mulheres no ano anterior, de acordo com o levantamento feito pelo G1 com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal.

Publicidade

Foto: Reprodução / Instagram


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.