Debate

Filha de George Floyd diz que ‘papai mudou o mundo’ e mãe lamenta ausência de figura paterna

por: Kauê Vieira

George Floyd foi morto pelo policial branco Derek Chauvin em um caso que ganhou repercussão mundial. O simbolismo do joelho do oficial asfixiando um homem negro sem qualquer chance de reação trouxe lembranças nefastas do período da escravidão. 

– George Floyd: o missionário cristão morto por um policial branco e que perdeu o emprego na pandemia

Roxie Washington ao lado da filha Gianna e de Stephen Jackson

Enquanto muita gente questiona a ideia de uma suposta abolição que liberaria a comunidade negra no mundo todo, a família do homem de 46 anos que se mudou de Houston (Texas) para Minneapolis (Minnesota) em busca de uma vida melhor, sofre com a ausência de uma figura que, acima de tudo, era humana. 

Na última terça-feira (2), Roxie Washington, mãe de Gianna, filha de George Floyd participou ao lado do ex-atleta da NBA Stephen Jackson de uma entrevista coletiva emocionante. Bastante comovidos, Roxie e Jackson destacaram a humanidade de Floyd, que perdeu o emprego de segurança em um restaurante por causa da necessidade de se isolar socialmente para impedir a disseminação da covid-19. 

– Coronavírus: Magic Johnson empresta R$ 556 milhões para ajudar negócios geridos por negros e mulheres

‘Papai mudou o mundo’, diz Gianna, filha de George Floyd

“Ele era um pacifista, um homem amoroso e protetor”, disse Jackson, que foi campeão da NBA em 2003. 

‘Papai mudou o mundo’’

O que chamou a atenção e emocionou foi a inocência otimista de uma jovem de apenas 6 anos de idade. Do lado de fora do prédio onde a coletiva foi realizada, Gianna Floyd disse, enquanto se equilibrava nas costas de Stephen Jackson, que “papai mudou o mundo”, em referência aos protestos que atingiram os Estados Unidos e países como Holanda, Brasil, Inglaterra e França. Em comum, estas pessoas homenageiam a história e a vida de George, pedem justiça a exigem que a violência causa pelo racismo tenha fim. 

– Recorte racial: 7 empreendedores negros que se uniram na confecção de máscaras contra o coronavírus

Mãe de Gianna lamenta a ausência da figura paterna

A esperança de Gianna corta o coração, já que mesmo assim ela não terá o pai presente. “No fim do dia, eles vão para suas famílias. Gianna não tem mais um pai”, lamentou Roxie. 

“Ele nunca verá ela crescendo, se formando na universidade. Ele nunca andará ao lado dela por aí”, completou com lágrimas nos olhos. 

George Floyd foi morto por supostamente tentar trocar uma nota falsa de 20 dólares em uma loja de Minneapolis. Até aqui, apenas Derek Chauvin foi indiciado por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar. Os outros três oficiais que ajudaram a manter Floyd imobilizado no chão ainda não foram culpabilizados pelo crime bárbaro. 

Publicidade

Fotos: Getty Images


Kauê Vieira
Nascido na periferia da zona sul de São Paulo, Kauê Vieira é jornalista desde que se conhece por gente. Apaixonado pela profissão, acumula 10 anos de carreira, com destaque para passagens pela área de cultura. Foi coordenador de comunicação do Projeto Afreaka, idealizou duas edições de um festival promovendo encontros entre Brasil e África contemporânea, além de ter participado da produção de um livro paradidático sobre o ensino de África nas Escolas. Acumula ainda duas passagens pelo Portal Terra. Por fim, ao lado de suas funções no Hypeness, ministra um curso sobre mídia e representatividade e outras coisinhas mais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
PM espanca mulher algemada na frente dos filhos e dentro de delegacia