Tecnologia

iPhone 12 pode ser vendido sem carregador e fones de ouvido

por: Yuri Ferreira

Segundo informações publicadas no site The Verge, a nova versão do iPhone que será lançada no próximo ano pode não contar com dois itens essenciais em suas vendas: o carregador e fones de ouvido. Os itens seriam vendidos separadamente para reduzir o valor do produto no mercado e para incentivar o crescimento nas vendas dos AirPods, os fones de ouvido sem fio da Apple que têm feito muito sucesso mundo afora.

– Apple lança novo iPhone e revive botão físico para desbloqueio

O analista Ming-Chi Kuo, que costuma prever com exatidão as inovações anuais da Apple, afirmou que o novo aparelho será vendido apenas com um cabo USB. Os periféricos poderiam ser reutilizados de versões anteriores do smartphone mais famoso do mundo, mas ainda assim isso pode causar uma irritação nos usuários, que não receberam bem a nova informação. A Apple não comentou as afirmações.

Novo iPhone pode ser vendido com acessórios separadamente

Existem duas justificativas que a Apple pode dar para uma venda sem os acessórios: a primeira seria uma redução no valor total do aparelho, para que as vendas não abaixem tanto devido a pandemia. Nos EUA, a recessão econômica do novo coronavírus causou o maior desemprego desde 1948, quando o índice começou a ser registrado. São 38 milhões de americanos desempregados. Especialistas comparam a Grande Depressão à situação atual da população americana. Sem dúvida, o poder de compra dos EUA vai se reduzir e isso impactaria o maior mercado da Apple no mundo.

– Apple promete grandes mudanças no design de sucessor do iPhone 11, diz site

Outra fonte de renda que pode ser viável para a empresa é “empurrar” os Airpods para os usuários. Sem um fone de ouvido com fio acoplado ao novo aparelho, a demanda pelos fones de ouvido com Bluetooth seria maior, ocasionando uma alta de vendas do produto. A ideia seria justamente fazer uma venda casada, por um preço um pouco mais alto.

Um fone com fio original da Apple sai por R$ 249, enquanto os AirPods (sem fio) custam mais de R$ 1300. Um carregador de 5 Watts, da linha mais básica da Apple, custa cerca de R$ 150. Ou seja, no fim das contas, quem precisar de novos periféricos vai ter que desembolsar um valor bem alto. Com o dólar alto, tanto o valor do iPhone quanto dos acessórios tende a aumentar.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Óculos prometem mudar seu humor de ‘bad trip’ para ‘good vibe’ num piscar de olhos