Futuro

Nova Zelândia cria campanha para exaltar valores Mãori em ‘novo normal’ pós-coronavírus

por: Kauê Vieira

País que se tornou exemplo de eficácia no combate ao novo coronavírus, a Nova Zelândia não se restringe ao presente no esforço pela superação da pandemia, e já começa a construir um futuro melhor para quando a covid-19 não for mais uma ameaça – e para isso o governo neozelandês anunciou uma campanha de reconexão com o mundo, a partir de uma análise profunda sobre os valores que realmente devem importar em nossas vidas no pós-coronavírus. Intitulada A Journey of Reflection (Uma jornada de reflexão), a campanha se baseia principalmente em princípios da cultura Mãori, povos originários que saíram da Polinésia e chegaram na Nova Zelândia por volta de 1320.

Guerreiros Mãori executando a dança cerimonial Haka © Wikimedia Commons

Donos de uma cultura rica em mitologia e arte, os Mãori representam atualmente 14% da população do país, e os dois pontos mais importantes de tal cultura no qual a campanha foca são os cuidados com a natureza e nossas relações sociais e de afeto entre pessoas.

Detalhe de símbolo Mãori © Wikimedia Commons

Tratam-se de aspectos essenciais para tal cultura: kaitiakitanga, que para os Mãori significa proteger e cuidar das pessoas e lugares, manaaki manuhiri, que significa cuidar dos visitantes, e whanaungatanga, que significa tratar às outras pessoas como parte da família.

A campanha é baseada principalmente em dois vídeos, nos quais um personagem idoso e outro criança pensando sobre as mudanças advindas da pandemia – e sobre como queremos que o mundo venha a ser.

“Uma pausa forçada pode ser um motivo para reflexão sobre o que é mais importante para todos nós. Em tempos de crise, há oportunidades. Um tempo para refletir e redefinir nós mesmos e o mundo em que vivemos. À medida que velhos hábitos se desintegram sob força maior, novos caminhos podem surgir ou podemos simplesmente ser lembrados sobre o que sempre importou”, afirmou Brodie Reid, diretora de marketing do Turismo Nova Zelândia. Com uma população de 5 milhões de pessoas, o país teve 1.154 casos registrados do novo coronavírus, com somente 22 mortes.

O incrível cenário natural do país, em cena do vídeo © reprodução

Recentemente 2 novos casos foram computados, vindos em um voo do Reino Unido. Todos os passageiros foram contatados para serem testados e postos em quarentena – a Nova Zelândia não detectava um novo caso de contágio há 25 dias. Apesar de controlada a pandemia por lá – e o país segue com as fronteiras fechadas para quem não é morador – a primeira-ministra Jacinda Ardern afirmou que não estão totalmente livres do coronavírus pois novos casos como esses poderão ocorrer no futuro.

Mãe e filha diante de cachoeira em cena do vídeo © reprodução

 

Publicidade

© fotos: créditos/reprodução


Kauê Vieira
Nascido na periferia da zona sul de São Paulo, Kauê Vieira é jornalista desde que se conhece por gente. Apaixonado pela profissão, acumula 10 anos de carreira, com destaque para passagens pela área de cultura. Foi coordenador de comunicação do Projeto Afreaka, idealizou duas edições de um festival promovendo encontros entre Brasil e África contemporânea, além de ter participado da produção de um livro paradidático sobre o ensino de África nas Escolas. Acumula ainda duas passagens pelo Portal Terra. Por fim, ao lado de suas funções no Hypeness, ministra um curso sobre mídia e representatividade e outras coisinhas mais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Starbucks cria espaço de co-working com cabines de trabalho isoladas no Japão