Diversidade

Oprah indica 9 livros essenciais de Angela Davis para entender sua história, sua luta e seu ativismo negro

por: Vitor Paiva

Uma das mais importantes e mais brilhantes lideranças do movimento negro e antirracista, a estadunidense Angela Davis é desde os anos 1960 não somente uma ativista incansável, mas também uma intelectual e autora fundamental para a definição das bases da esquerda e do movimento negro desde então e até hoje. Professora emérita na Universidade da Califórnia, socialista, marxista, feminista, filósofa e uma das grandes lutadoras por igualdade a partir dos EUA e pelo mundo, Davis é bibliografia fundamental para entender e melhor contribuir com a luta pelos direitos civis e contra o racismo no atualidade e em sua história.

A professora, filósofa, autora e ativista Angela Davis © Columbia/GSAPP/Wikimedia Commons

Se no passado Davis foi violentamente perseguida e aprisionada injustamente pelo estado norte-americano, hoje a importância de sua vida e luta a elevou acima de qualquer perseguição: Angela Davis é referência pela igualdade no planeta. Angela Davis realizou discurso histórico em marcha feminista quando da eleição de Trump nos EUA, esteve no Brasil para uma série de palestras e atos, e até a apresentadora Oprah Winfrey recentemente incluiu 9 livros publicados por Davis na lista dos indicados de seu famoso Clube do Livro, oferecendo “uma prosa iluminada sobre feminismo, racismo, aprisionamento e mais”.

Davis falando em ato em 1974 © Bettmann/Bettmann Archive

Desde o primeiro livro de Davis, If They Come in the Morning: voices of resistence (1971), a seleção de Oprah atravessa quase toda sua obra, passando pela autobiografia Angela Davis: An Autobiography (1974), Women, Race & Class (1981), Blues Legacies and Black Feminism (1989), Women, Culture & Politics (1989), Are Prisons Obsolete? (2003), Abolition Democracy (2005), The Meaning of Freedom (2012) e Freedom Is a Constant Struggle (2016).

© Agência Efe/Rex/Shutterstock

Em português foram lançados recentemente, da obra de Davis, as traduções Mulheres, Raça e Classe (2016), Mulheres, Cultura e Política (2017), A Liberdade é uma Luta Constante (2018), Estarão as Prisões Obsoletas? (2018) e Angela Davis: Uma Autobiografia (2019).

© Divulgação

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.


X
Próxima notícia Hypeness:
Primeira dançarina transexual de grupo divulgado por Cardi B é marco no funk brasileiro