Debate

‘Porta dos Fundos’ viraliza com vídeo forte, genial e necessário sobre racismo e notas de repúdio

por: Yuri Ferreira

O grupo de esquetes humorísticas Porta dos Fundos publicou, nesta segunda-feira (8), o vídeo ‘Nota de Repúdio’, uma crítica forte, genial e necessária sobre o racismo e o papel dos brancos na luta antirracista. O plot é relativamente simples: as protagonistas Nathália Cruz e Noemia Oliveira, duas mulheres negras, têm uma tremenda dificuldade em serem ouvidas, por mais apelativa que sua mensagem fosse. Chamam dois homens brancos (Fábio Porchat e João Vicente de Castro) para que suas vozes sejam, finalmente, ouvidas.

– Miguel e João Pedro: a morte pelo racismo que você, branco, finge não ver

O Porta dos Fundos, um dos maiores canais do Youtube Brasileiro, fez um vídeo bem sério para criticar a branquitude, homenageando vítimas do racismo estrutural no país

Nesse momento, Porchat e Castro começam a falar sobre como ‘todas as vidas importam’ e como ‘só as vidas pretas importam pra vocês?’, simulando comentários que milhares de pessoas reproduzem nas redes sociais, reduzindo a importância da violência estatal contra os negros no nosso país e no mundo.

Além disso, os atores brancos citam que ‘Malcom X’ e ’12 Anos de Escravidão’ são ótimos filmes, mas não levam em consideração o que as mulheres negras tem a dizer, ironizando os próprios brancos que se dizem contra o racismo mas se mantém calados frente à opressão ou silenciam minorias.

– George Floyd: o missionário cristão morto por um policial branco e que perdeu o emprego na pandemia

Porta dos Fundos viraliza com vídeo genial sobre racismo

Vítimas do genocídio negro 

A esquete termina e, após a vinheta clássica do grupo de humor, os atores do Porta dos Fundos relembram diversas vítimas do racismo no Brasil. Ágatha Felix, menina de 8 anos assassinada pela PM no Rio de Janeiro, Marielle Franco, vereadora morta por motivos políticos também no Rio de Janeiro, Evaldo dos Santos, que teve seu carro alvejado por militares do Exército, e casos mais recentes, como João Pedro, jovem de 14 anos assassinado, dentro de casa, em operação da PF no Complexo do Salgueiro e Miguel, que supostamente morreu por negligência de Sarí Costa Real.

Nesses momentos, vale relembrar a frase do comediante britânico Peter Ustinov: ‘A comédia é só um jeito engraçado de falar sobre o que é sério’. Talvez, nesse vídeo do Porta dos Fundos, você não esboce nenhuma risada. Mas isso não faz dele menos importante, pelo contrário, é uma das produções mais relevantes do período recente sobre o racismo no Brasil:

Publicidade

Fotos: Reprodução/Youtube


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Luísa Sonza é processada por racismo por advogada negra e fala em ‘acusação falsa’