Inspiração

Vogue celebra profissionais da linha de frente contra pandemia em capas especiais

Vitor Paiva - 15/06/2020

Uma das mais influentes revistas em todo o mundo, a edição britânica da Vogue decidiu por espantar em sua capa não atrizes, modelos, celebridades ou corpos expostos em padrão impossível, mas sim a celebração “da coragem em frente à adversidade”: três profissionais essenciais que enfrentam a pandemia do novo coronavírus no país. Intitulada “A Nova Linha de Frente”, a edição de julho da British Vogue sai com três diferentes capas, trazendo uma motorista de trem, uma parteira e uma funcionária de um supermercado como encarnações da coragem citada.

Capa da Vogue com Anisa Omar © VOGUE/Jamie Hawkesworth

“Não consigo pensar em um trio de mulheres mais adequado para representar as milhões de pessoas no Reino Unido que, no auge da pandemia, diante de perigos grandes e pequenos, vestem seus uniformes e roupas de trabalho e ajudam as pessoas ”, afirmou Edward Enninful, diretor da revista. As três mulheres celebradas são Narguis Horsford, motorista de trem da London Overground, Anisa Omar, atendente em um supermercado e estudante de uma escola de negócios, e Rachel Millar, parteira da comunidade no Hospital Homerton.

Capa com Narguis Horsford © VOGUE/Jamie Hawkesworth

“É surreal mas muito excitante”, disse Millar. “Eu me sinto muito honrada em representar as mulheres motoristas e trabalhadoras essenciais que mantêm o país funcionando durante a pandemia”, afirmou Horsford.

Rachel Millar na capa da revista © VOGUE/Jamie Hawkesworth

A boa novidade da Vogue britânica surge em confluência com a edição italiana da revista, que recentemente lançou uma edição com a capa totalmente em branco, e a versão mexicana da revista Marie Claire, que fez história ao colocar uma médica, com o rosto marcado pelas máscaras em sua capa, sob a legenda “As verdadeiras influencers – a resistência tem rosto de mulher”. Já a edição brasileira da Vogue foi bastante criticada por sua capa de maio, trazendo a modelo Gisele Bündchen sob a legenda “Novo normal”, comsiderada como um gesto de ‘glamourização’ das mudanças provocadas pela pandemia.

As três capas exclusivas da edição de julho da Vogue britânica foram clicadas pelo fotógrafo Jamie Hawkesworth como, segundo o editor, uma homenagem a essas profissionais essenciais. “Elas representam as milhões de pessoas no Reino Unido que, no pico da pandemia, vestiram os uniformes e foram ajudar”, afirmou Enninful.“Este momento da história pedia algo mais especial, um momento de agradecimento a quem está na linha de frente”.

© Reprodução

A revista também preparou um vídeo mostrando um dia na vida de cada uma das profissionais essenciais. Resta saber por quanto tempo essa reorientação irá durar, e até quando vamos celebrar e dar, enquanto sociedade e não somente por gestos simbólicos, o devido valor a quem mais merece.

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é mestre e doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Publica artigos, ensaios e reportagens, é autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Tudo que você precisa para melhorar sua live e bombar na Twitch