Diversidade

Coletivo de escritoras lista mais de 100 autoras negras brasileiras para conhecer

por: Redação Hypeness

Em um momento intenso de luta antirracista, é ainda mais importante amplificar vozes e legados de representantes negros que se destacam nas mais diversas áreas do conhecimento. Partindo desse princípio e com foco em divulgar e sugerir a leitura de escritoras pretas do Brasil, a equipe do coletivo Margens reuniu mais de 100 autoras nacionais em uma lista plural e abrangente de literatas do país.

A partir da curadoria feita por Jéssica Balbino, jornalista e editora do site do coletivo, Ketty Valencio, bibliotecária e empresária da Livraria Africanidades, junto com a colaboração da poeta Mel Duarte, a lista traz informações sobre as escritoras, vídeos e, se possível, links para a compra das obras de cada uma.

– Iniciativa de brasileira para dar visibilidade a mulheres escritoras na América Latina é premiada na Argentina

View this post on Instagram

⁣⁣ assim como nossa editora, a @jessicabalbino_ , você também está exauste de não ver escritoras pretas no centro dos eventos, das reportagens, dos coletivos e dos prêmios? e de, quando vê, ser sempre as mesmas caras? ⁣⁣ ⁣⁣ acreditamos que nossas narrativas transforma o mundo, por isso, ao lado da Ketty Valencio, da @livrariafricanidades e com ajuda da @melduartepoesia fizemos uma curadoria e criamos essa lista com mais de 100 autoras pretas e brasileiras, de diferentes partes do Brasil, pra não ter mais desculpas – e nem ausências. ⁣⁣ ⁣⁣ no entanto, não temos a pretensão de esgotar e/ou definir as autoras a partir desta iniciativa, por isso, deixamos aberto também, no link do @pelasmargens, um formulário de automapeamento, assim, se você é uma autora preta e quer figurar nesta e em outras listas, basta preencher lá. ⁣⁣ ⁣⁣ {margens.com.br} ⁣⁣ ⁣ arte: @tothyquemfaz ⁣ ⁣⁣ vamos, de fato, juntas ✊?✨

A post shared by Margens (@pelasmargens) on

“Nossa tentativa aqui é criar uma primeira e inédita lista com as autoras que entendemos ser importantes historicamente e que têm uma contribuição relevante, passando por diferentes tipos de atuação e geografia”, escrevem as curadoras ao explicar os critérios para a escolha dos nomes selecionados.

– A bibliotecária que criou uma livraria especializada em escritoras negras

Além das escritoras contempladas pela seleção, o coletivo Margens também disponibilizou um formulário de automapeamento para mulheres pretas e brasileiras que também desejem integrar a lista.

Carolina Maria de Jesus (1914 -1977), Antonieta de Barros (1901 – 1952), Elisa Lucinda, de 62 anos, e Mel Duarte, de 32, são apenas algumas das autoras presentes na lista, que está disponível, na íntegra, neste link.

Carolina Maria de Jesus, grande escritora brasileira

Publicidade

Foto: Divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Mãe de Miguel, Mirtes vai cursar direito para honrar memória de filho morto ao cair de 9º andar