Ciência

Consumo de carne de animal silvestre está ligado com 1ª morte por peste bubônica de 2020

por: Redação Hypeness

O Ministério da Saúde da Mongólia confirmou, nesta terça-feira (14), a primeira morte por peste bubônica de 2020. O caso aconteceu na província de Goni-Altai e a vítima é um adolescente de 15 anos, que apresentou os sintomas após ingerir carne de marmota, animal já associado a doença. 

As 15 pessoas que tiveram contato com ele foram isoladas para evitar contaminação de outros e estão recebendo tratamento com antibióticos. As autoridades de saúde do país também informaram que cinco distritos da província foram colocados em quarentena de seis dias.

– Do coronavírus a gripe espanhola: as maiores pandemias da humanidade

A morte do jovem ocorre uma semana após o país vizinho, a China, emitir um alerta sobre casos suspeitos na Mongólia e ampliar medidas de segurança sanitária. O governo chinês declarou nível três de alerta no país — que proíbe a caça e consumo de animais que poderiam estar com a praga e pediu que as pessoas reportem casos suspeitos às autoridades. O alerta foi emitido em função do primeiro diagnóstico na Magnólia: de um m camponês da cidade de Bayannur, que ficou em quarentena e em condição estável. 

No século 14, a peste bubônica matou cerca de 50 milhões

Causada por uma infecção bacteriana, a peste bubônica foi uma das doenças mais temidas no passado – no século 14, matou cerca de 50 milhões de pessoas na África, Ásia e Europa. A doença ainda é letal, mas hoje é tratada com antibióticos comuns. A peste bubônica é caracterizada por inchaço dos gânglios linfáticos.

– OMS diz que pior está por vir e que pandemia do coronavírus ‘está longe de ter terminado’

Não há vacina para a doença de origem bacteriana, que é transmitida principalmente por picada de pulgas e também pelo consumo de carne de animais infectados. Na Mongólia Interior, o hospedeiro principal é a marmota que vive em áreas rurais.

A marmota, que tem caça ilegal, pode estar associada com o fenômeno

A doença é endêmica em países com saneamento básico precário. A ilha africana de Madagascar foi o local que registrou a epidemia mais recente de peste bubônica, em 2017, quando mais de 2 mil pessoas contraíram a doença e 209 morreram.

– Coronavírus: em meio ao caos, temos boas notícias para você não surtar

Apesar de surtos serem raros, pelo menos uma pessoa morre de peste bubônica todos os anos na Mongólia. Os casos são sempre relacionados à caça e consumo de animais silvestres.

Publicidade

Fotos: Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Processo de envelhecimento foi revertido em ação inédita com grupo de idosos, dizem cientistas