Debate

Felipe Neto é criticado e causa debate sobre gordofobia após foto tirando sarro de si próprio

por: Bárbara Martins

Apesar de a causa feminista não estar diretamente ligada às recentes críticas ao youtuber e empresário Felipe Neto, de 32 anos, o principal lema do movimento resume bem a questão do debate atual no Twitter do influenciador: “O pessoal é político”. Questionado sobre a possível conotação gordofóbica de um tuíte publicado na última segunda-feira (29) em seu perfil na rede social, o comunicador gerou debates sobre os limites entre a zoação a si próprio e o que pode contribuir para a manutenção de opressões a minorias sociais.

Ao brincar com duas fotos em que compara a aparência antes e depois da quarentena, Felipe pensou estar zombando apenas do próprio corpo, que aparece menos magro na segunda foto. Contudo, a publicação deu margem a diversos comentários gordofóbicos, como se o corpo de pessoas gordas fosse sempre pior, menos bonito e menos atraente do que um corpo magro.

– Porta dos Fundos faz live no Instagram e Porchat pede desculpas por vídeo gordofóbico

Em resposta ao primeiro tuíte, o influenciador também adicionou: “Só pra deixar claro que a Bruna [namorada de Felipe] continua comigo e diz que eu to gostoso.” A publicação recebeu uma série de comentários que apontaram os motivos de o post ser considerado gordofóbico por fortalecer o estereótipo da não-beleza de quem não se encaixa em padrões estéticos de magreza.

– Magreza de Adele revela gordofobia escondida em comentários elogiosos

Em seguida, Felipe fez mais uma publicação sobre o ocorrido, rebatendo as críticas de quem o recriminou pelo posicionamento. O youtuber argumentou que, como “macho branco hétero” poderia ser zoado pela aparência, sem problemas.

– Felipe Neto diz no ‘Roda Viva’ que errou com impeachment e que Brasil não precisa de ‘salvador da pátria’

Ainda em desacordo com as atitudes de Felipe, usuários do Twitter, como a ativista e graduanda em Pedagogia pela USP Tati Nefertari, tentaram explicar o teor problemático das publicações. “Felipe, o problema disso tudo é que dá margem pra comentários e ataques gordofóbicos”, escreveu Tati. “E nem dá pra tratar no campo do indivíduo. Se você dá margem pra te zoarem porque você engordou, você normaliza que pessoas acima do peso sejam motivos de piadas e zoação.”

Geralmente aberto a críticas e a sugestões de como parar de contribuir para opressões cotidianas, Felipe Neto conversou com a futura pedagoga pelas respostas do tuíte, prometeu ler mais sobre o assunto e comentou sobre uma recente mudança de atitude positiva que teve em relação à gordofobia. Contudo, o empresário não pediu desculpas nem apagou a publicação, que já soma mais de 52 mil curtidas no Twitter.

Gordofobia ainda pode fazer parte do humor?

Por conta de um caso recente de gordofobia no canal de humor Porta dos Fundos, a criadora de conteúdo Bianca Barroca cobrou posicionamento e mudança de atitude por parte da marca.

Em vídeo-resposta em seu perfil no Instagram, a influenciadora questionou sobre os estereótipos relacionados a hábitos não-condizentes com um estilo de vida saudável serem associados ao protagonista gordo da esquete “Teste de Covid“.

Convidada pelo ator, apresentador e membro da equipe do Porta, Fábio Porchat, para uma live conjunta no Instagram, Bianca debateu a questão com o porta-voz, que admitiu o erro da marca e pediu desculpas.

O vídeo problemático foi refeito, desta vez, com um ator magro como protagonista, e o anterior, apagado.

Bianca Barroca cria conteúdo para o Instagram e é ativista contra a gordofobia

Publicidade

Foto: Reprodução Instagram/Bianca Barroca


Bárbara Martins
Criada em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, é jornalista, fotógrafa e videomaker. Envolvida pela cultura, história e arte de subúrbios e periferias, dedicou pouco mais de dois anos à cobertura de pautas relacionadas à música como redatora do site Reverb, antigo parceiro do Rock in Rio. Em formação pela UFRJ, também tem experiência com produção de conteúdo para redes sociais, assessoria de imprensa e gravação de sessions e entrevistas.


X
Próxima notícia Hypeness:
Monólito encontrado em deserto nos EUA intriga a todos – e depois desaparece