Debate

Jeff Bezos fatura U$S 13 bi em um dia e prova que ricos acumularam ainda mais riqueza na pandemia

por: Redação Hypeness

Na última segunda-feira (20), Jeff Bezos, fundador da Amazon, lucrou U$S 13 bilhões. Em apenas um dia, o empresário de 56 anos se tornou a pessoa com o maior ganho diário por indivíduo desde que o Índice de Bilionários da Bloomberg foi criado, em 2012. Com uma fortuna de aproximadamente R$ 1 trilhão, o atual homem mais rico do mundo não é o único bilionário a aumentar ainda mais o próprio patrimônio durante a pandemia de coronavírus.

Segundo informações do “UOL” e da “Americans for Tax Fairness (ATF)” — organização não-governamental que reúne 420 organizações nacionais, estaduais e municipais por um sistema tributário mais justo para os americanos —, a riqueza de bilionários estadunidenses cresceu quase um quarto (de US$ 3 trilhões para US$ 3,66 trilhões) desde o início do isolamento social nos Estados Unidos.

– Jeff Bezos que lançar foguete espacial turístico em plena devastação por coronavírus nos EUA

Jeff Bezos é o atual homem mais rico do mundo

Entre os casos de maior destaque no levantamento, feito com dados da Forbes, estão Bezos, com um aumento de 58% da própria fortuna; Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, com 62% a mais de riquezas, somando US$ 88 bilhões; e Elon Musk, dono da Tesla, que quase triplicou o próprio patrimônio, totalizando mais de US$ 70 bilhões.

– Bezos e Amazon classificam investimento de US$1 bi na Índia como ‘aliança do século’

Dados como esses são apenas parte dos indicadores de desigualdade social e de concentração de renda ainda mais evidentes após o início da pandemia. Enquanto bilionários somam fortunas trilionárias entre si, populações marginalizadas sofrem as consequências da crise econômica, política, social e de saúde em diversos países.

O americano George Floyd, 46, e o brasileiro João Pedro, 14, ambos assassinados por forças policiais durante a pandemia

– MacKenzie Bezos, ex de fundador da Amazon, doa metade de sua fortuna à caridade

Alguns dos exemplos são o genocídio contra populações negras, que acontece à luz do dia, como no caso de João Pedro, no Rio de Janeiro, e na frente das câmeras, como foi com George Floyd, nos EUA; a violência doméstica, que apresentou aumento durante o isolamento social no Brasil, principalmente contra mulheres; e a precarização do trabalho de profissionais como entregadores de serviços de delivery, atividade que se tornou alternativa de sustento para milhares de famílias em todo o país, mas que não oferece condições mínimas de proteção e auxílio para os trabalhadores.

Publicidade

Foto 1: Getty Images

Foto 2: Montagem com fotos de arquivo pessoal


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Joinville elege 1ª vereadora negra que rapidamente se torna alvo de racismo e ameaças de morte