Fotografia

Mamãe urso resolveu levar os filhos para brincar no parquinho de uma família, que fotografou a farra

por: Redação Hypeness

Filhotes de urso são brincalhões e não desperdiçam a chance de se divertir em quintais com parquinhos de seres humanos. Se está achando difícil de acreditar, basta assistir ao vídeo gravado no gramado de uma casa localizada na cidade americana de Asheville, no estado da Carolina do Norte, enquanto os cinco pequenos animais brincavam na companhia da mãe, que observava tudo deitada.

“Isso foi filmado em nosso quintal. É supostamente uma mãe e cinco filhotes, dois dos quais são suspeitos de serem adotados de uma ninhada diferente”, conta a pessoa responsável pelo registro.

– Urso abre porta e ‘toma’ sala da polícia rodoviária nos EUA

Segundo o site “Bored Panda“, estima-se que existam de 100 a 200 ursos entre a população de 90.000 humanos do município onde a visita em família ocorreu. Não é de surpreender que os moradores de Asheville tenham tantos encontros com ursos que passeiam por quintais e acabam comendo um pouco de comida em lixeiras.

– Ele foi fazer uma reportagem em abrigo, recebeu um abraço e saiu ‘pai de pet’

Parece assustador viver em uma área tão povoada por mamíferos desse porte, mas, ainda segundo informações do site, eles costumam ser bastante tímidos. Os ursos pretos podem ser facilmente afugentados por qualquer pessoa e até mesmo por cachorros pequenos.

– Encontraram o cachorro do meme certo para todos os tipos de situações

Então, caso você visite alguém que more em regiões habitadas por ursos e, por acaso, também receba a visita de uma mãe e seus filhotes, apenas os espere ir embora enquanto aproveita para se divertir com a fofura que é observar esses animais se divertindo.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
10 fotos de mais de 160 anos foram coloridas para lembrar o horror da escravidão nos EUA