Sustentabilidade

Mudanças climáticas podem acarretar complicações na gravidez, aponta estudo

por: Redação Hypeness

Um estudo publicado recentemente no “Journal of The American Medical Association” investigou como as mudanças climáticas podem influenciar na gravidez. O resultado mostra que mães expostas a altos índices de poluição ou temperaturas altas durante a gestação podem ter um bebê com mais chances de nascer abaixo do peso ideal, prematuros ou natimortos. 

Pesquisadores trabalharam com base em quase 60 estudos publicados entre 2007 e 2019 que relacionavam os temas. Desses artigos, foram retiradas informações sobre a poluição do ar no lugar onde a mãe viveu durante a gestação associadas ao nascimento de bebês desnutridos ou que tiveram o parto anterior à data prevista. 

Cerca de 84% desses estudos confirmaram que o ar poluído pode ocasionar efeitos negativos nas gestações. Além disso, mulheres que vivem em locais onde as temperaturas costumam ser mais altas se mostraram mais suscetíveis a um desses riscos. A pesquisa também mostrou que mães negras e mulheres asmáticas estão entre os grupos mais vulneráveis aos riscos da poluição e das mudanças climáticas. 

Entre os estudos que compõem a pesquisa está um que revela que há um aumento de 6% de chances do bebê nascer morto a cada grau a mais (na escala Celsius) na temperatura que a mãe se expuser na semana que antecede ao parto. Outro dado assustador é que se expor a altos índices de poluição atmosférica no último trimestre da gravidez pode aumentar essas mesmas chances em 42%.

Publicidade

Foto 1: Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Técnica japonesa de poda permite obter madeira sem derrubar árvores