Arte

Naya Rivera morreu tentando salvar filho de 4 anos, diz polícia; colegas de ‘Glee’ pedem respeito

por: Karol Gomes

O departamento de polícia do condado de Ventura, na Califórnia, anunciou nesta segunda-feira (13), o falecimento da atriz e cantora Naya Rivera. Conhecida pelo papel de Santana no seriado musical ‘Glee’, ela estava desaparecida desde quarta-feira (8).

Naya havia alugado um barco para passear com o filho Josey. Três horas depois, a criança de quatro anos foi encontrada sozinha na embarcação, dormindo. Em coletiva de imprensa, a polícia local explicou que a principal hipótese do que pode ter acontecido com ela: mãe e filho nadavam juntos e, ao perceber uma forte correnteza, Naya garantiu a segurança de Josué, colocando-o de volta no barco. Contudo, ela não conseguiu se salvar e acabou se afogando.

Naya Rivera morreu ao tentar salvar o filho, diz polícia

– J.K Rowling compara transição de gênero com cura gay em novo desserviço contra diversidade

“Foi durante esse período que o garoto descreveu que a mãe o ajudou. Ele disse aos investigadores que olhou para trás [ao subir no barco] e a viu desaparecer na água. Acreditamos que ela reuniu energia suficiente para colocar seu filho de volta no barco, mas não conseguiu se salvar”, disse Bill Ayub, xerife do condado de Ventura. Naya não usava colete salva-vidas no momento da tragédia.

– Madonna incomoda com topless e mostra que machismo não permite envelhecimento feminino

Ainda segundo a polícia, no dia da tragédia, a correnteza era muito forte e isso deve ter contribuído para que a atriz se afogasse. Mais cedo, a polícia deu detalhes de como encontrou o corpo. Em entrevista ao Los Angeles Times, o capitão Eric Buschow afirmou que uma equipe localizou o corpo logo ao amanhecer de segunda-feira (13).

Barco alugado por Naya para passear com o filho

“Essa é uma área na qual estávamos procurando porque é onde ela foi vista pela última vez na água. Há paredes [de pedra] íngremes em torno do lago naquele local. Não sei qual a profundidade em que ela foi encontrada, estamos esperando mais detalhes. Tínhamos um barco no lago com mergulhadores hoje de manhã e eles descobriram o corpo boiando. Notificamos a família e os legistas. O corpo vai ser examinado para uma autópsia. Vamos fazer uma coletiva de imprensa à tarde. Com sorte teremos mais informações”, pontuou o capitão.

View this post on Instagram

just the two of us

A post shared by Naya Rivera (@nayarivera) on

– Magreza de Adele revela gordofobia escondida em comentários elogiosos

As autoridades locais afirmaram que o filho de quatro anos da atriz passa bem e está sob os cuidados do pai, Ryan Dorsey, que é ator e ex-marido de Naya Rivera. Desde o desaparecimento da atriz, colegas de elenco da série ‘Glee’ têm usado suas redes sociais para pedir mais respeito aos fãs. Muitos estavam exigindo posicionamento público por parte do elenco.

– Beyoncé cita vidas negras, George Floyd e fala do machismo na indústria da música

Amber Riley tuitou na noite de domingo (12), defendendo seu silêncio sobre o assunto: “Mostre algum respeito. Toda a nossa energia está indo para ajudar a encontrar Naya e orar por sua família e seu retorno seguro”. Ela acrescentou que “ninguém deve a ninguém uma ‘performance de luto on-line’” e que a situação é “muito real e devastadora”.

Aviso pede que pessoas não nadem em lago onde Naya morreu

Kevin McHale citou a mensagem de Riley, acrescentando que ele “não pode começar a entender o que a família de Naya deve estar sentindo”. Após o anúncio da polícia local, parte do elenco de Glee foi visto reunido com amigos e familiares de Naya, prestando homenagem à beira do Lago Piru.

– ‘Porta dos Fundos’ viraliza com vídeo forte, genial e necessário sobre racismo e notas de repúdio

Os fãs da série também apontaram a coincidência de que o corpo de Naya foi encontrado no aniversário da morte de outro ex-Glee. Em 2013, Cory Monteith foi achado morto em um quarto de hotel. O ator morreu após misturar heroína e álcool.

 

Publicidade

Fotos: Getty Images


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Emicida ganha documentário com cenas de show histórico no Theatro Municipal