Sustentabilidade

Nova nuvem de gafanhotos surge no Paraguai e coloca fronteira do Brasil em alerta

por: Redação Hypeness

O Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar argentino (Senasa) emitiu, nesta quinta-feira (16), um alerta para Brasil e Paraguai a respeito de uma nova nuvem de gafanhotos foi detectada no Paraguai, que está a cerca de 300 km da Argentina. No mês passado, uma outra nuvem gigante de gafanhotos invadiu o país vizinho e passou bem perto de entrar no Brasil

O fenômeno é considerado uma ameaça pois pode afetar drasticamente as condições econômicas dos países afetados. Brasil, Argentina e Paraguai têm uma boa parte de seus sistemas econômicos atrelados à agropecuária – e os principais alvo dos gafanhotos são as plantações. 

– África: o que se sabe sobre a maior invasão de gafanhotos do século

Em resposta ao alerta da Argentina, o Serviço Nacional de Sanidade Vegetal (Senave) do Paraguai disse que a nova nuvem foi encontrada na área de Teniente Pico, dentro do departamento (equivalente a estado) de Boquerón. 

– Consumo de carne de animal silvestre está ligado com 1ª morte por peste bubônica de 2020

Os paraguaios afirmaram que os insetos estão se deslocando para o sul do Chaco – região que compreende Argentina, Bolívia e Paraguai. Seguindo essa direção, a tendência é que a nuvem de gafanhotos entre em território argentino. Segundo o jornal paraguaio ABC Color técnicos do Senave passaram a semana realizando a aplicação de inseticidas por aviões. O resultado será avaliado nos próximos dias.

Já a nuvem de gafanhotos que estava mais próxima do Brasil segue sendo monitorada por Paraguai e Argentina. Com dificuldade para encontrar os gafanhotos, técnicos argentinos conseguiram localizar parte da nuvem nesta quinta-feira em Curuzú Cuatiá, a cerca de 140 km do território brasileiro.

– O vírus hemorrágico letal que está dizimando populações de coelhos nos EUA

As baixas temperaturas no Sul do país e Argentina, além da passagem de um “ciclone bomba”, impediram um deslocamento maior da nuvem, deixando os gafanhotos “adormecidos”, pois preferem o calor para se reproduzir e locomover.

 

Publicidade

Foto: Divulgação / Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar da Argentina (Senasa)


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Jacaré com mais de 300 kg deixa perplexos moradores de vilarejo à beira de lago