Fotografia

Nudes de 100 anos encontrados dentro de parede são avaliados em milhares de dólares

por: Vitor Paiva

O senso comum sugere que as gerações passadas eram mais conservadoras que as atuais, especialmente no que diz respeito à sexualidade. Basta escavarmos um pouco a memória – ou as paredes de nossas casas – para descobrirmos que a realidade é sempre mais complexa (e atrevida) do que gostariam de supor os moralistas de plantão. Um usuário do reddit confirmou o óbvio: que os nudes não são uma invenção da internet, e que 100 anos atrás as pessoas já se fotografavam nuas e trocavam imagens, em hábito devidamente adaptado à realidade tecnológica de então. As fotografias foram encontradas em uma caixa escondida dentro da parede de sua casa nos EUA.

Segundo o usuário, a coleção foi avaliada entre 5 mil e 40 dólares, e os nudes de fato são de cerca de 120 anos atrás. Pesquisas levaram os escavadores a descobrir que as imagens são ligadas a dois antigos estúdios fotográficos: o Aurora, em Boston, e o Alta Studios, em São Francisco, que faziam à época esse tipo de ensaio. A postagem original ainda confirma que uma das modelos é Olive Ann Alcorn, atriz, dançarina e uma das mais famosas modelos a posar nua no início do século XX.

A casa onde as fotos foram encontradas, ainda de acordo com o post, possui histórico lendário para muito além das fotos pornográficas: os rumores sugerem se tratar de um local mal-assombrado, onde haveria uma imensa quantidade de ouro enterrado. O usuário garantiu que as buscas e escavações iriam continuar, e que qualquer novidade seria atualizada no reddit – a qualquer momento, portanto, o passado poderá emergir em mais imagens, ouro ou mesmo fantasmas.

Publicidade

© fotos: Reddit


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.


X
Próxima notícia Hypeness:
Diretor de arte colore fotos antigas em preto e branco de casais LGBT