Sustentabilidade

Compostagem: o que você não deve colocar (nunca!) na sua composteira

por: Redação Hypeness

Usar os elementos certos na hora de fazer sua compostagem é um passo fundamental para a boa criação da horta. É preciso tomar cuidado para não colocar na mistura elementos que possam prejudicar o produto final. Sabemos que cascas de ovo, grãos de café e sobras de alimentos orgânicos, como frutas e legumes, podem render uma boa fórmula na hora de preparar o fertilizante. Mas, afinal, o que é melhor evitar?

Se você quer viver bem e por muito tempo, a solução é abraçar a jardinagem

Preparamos uma lista com elementos que você deve deixar de fora da sua compostagem. Seu jardim vai te agradecer muito se você seguir à risca.

Madeira, cinzas e derivados 

Os produtos químicos utilizados no tratamento de certas madeiras podem prejudicar sua compostagem. Caso penetrem no alimento, esses materiais podem comprometer o equilíbrio do composto. O mesmo vale para as cinzas de madeira queimada. As opções só serão válidas se você tiver certeza da procedência da madeira e do tratamento tido por ela.

Resíduos de animais de estimação

Sim, a gente sabe que o cocô do seu bichinho de estimação pode parecer um ótimo ingrediente para adubar a sua compostagem. Porém, a ideia não é muito adequada. Se a gente parar para pensar direitinho, na prática, o que vai para a sua compostagem será parte daquilo que você colher. Somado a isso, os resíduos do seu animalzinho podem contar parasitas, bactérias e germes prejudiciais à saúde. Melhor passar, certo?

Peixes

Ainda no campo dos animais de estimação: é melhor deixar escamas de peixe de fora da compostagem. O cheiro pode atrair animais, caso sua plantação fique em um lugar de fácil acesso para eles, e também pode ser desagradável para você, sua família e futuras visitas. 

Selva urbana: como cuidar e cultivar plantas durante o isolamento social

Laticínios

Queijos, iogurtes, leite e outros produtos lácteos não são recomendados para compostagens. Isso porque, mais uma vez, o odor produzido pelo apodrecimento dos laticínios poderiam atrair moscas e, dependendo do local, até ratos. 

Plásticos

Não se engane com embalagens plásticas que se passarem por recomendáveis para compostagens. Mesmo que as embalagens afirmem que o produto é recomendável, leia as letras miúdas com atenção e reflita muito bem antes de optar por usá-las. Na dúvida, evite. 

Carnes

Assim como os peixes, as carnes também podem atrair animais por conta do cheiro. Além disso, o processo de compostagem em si pode não elevar a temperatura o suficiente para eliminar possíveis patógenos. 

Gorduras (óleo e graxa)

Além de serem um atrativo para animais, esses materiais não seriam adequados para manter o equilíbrio da compostagem, além de serem repelentes de água, algo extremamente necessário no processo de decomposição dos resíduos. 

‘Jardim no Pote’ cria ecossistemas autossustentáveis em recipientes de vidro

Ervas daninhas (e fique atento para a utilização de outras plantas!)

Você bem deve saber que quase todas as plantas orgânicas são bons ingredientes para a compostagem, mas é importante não se esquecer de pesquisar antes de usá-las caso alguma muito específica possa prejudicar a sua cultura. Ervas daninhas, por exemplo, são uma proibição porque elas podem sobreviver às temperaturas do adubo e se multiplicar com o tempo. 

No caso de gramas, não se esqueça de avaliar se o gramado do qual elas foram retiradas foi tratado com algum tipo de composto químico (como pesticidas) que possam ter infectado a folha. 

Também vale lembrar que plantas que as plantas utilizadas na compostagem devem estar totalmente saudáveis e livres de bactérias. 

Publicidade

Fotos: Unsplash


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Como 1º viaduto vegetado para proteção de mico-leão dourado expõe falha ambiental