Sustentabilidade

O trabalho e a luta da ativista ambiental e etnomicologista Indy Srinath

por: Redação Hypeness

Um belo dia Indy Srinath resolveu que queria aprender o nome de toda e qualquer planta que conhecesse. Ela percebeu que deveria saber mais sobre os alimentos que comia e sobre a natureza ao seu redor. “Era como não saber o nome das pessoas que moraram com você durante toda a sua vida”, ela diz. Dez anos depois, ela é poderia ser chamada até de “influencer do meio ambiente”: é etnomicologista, forrageadora, educadora e especialista em cogumelos.  

Compostagem: o que você não deve colocar (nunca!) na sua composteira
5 pesquisadoras brasileiras de meio ambiente que são referência internacional

A palavra forrageadora pode soar estranha para alguns, mas Indy sabe explicar a poesia por trás da alcunha de forma simples. Significa simplesmente andar pela natureza em busca de alimentos. “Eu defino como a meditação que envolve se conectar com plantas e cogumelos”, conta Indy, em entrevista ao “Messy Nessy”. “Pode se resumir a coletar cogumelos pela floresta enquanto você espalha os esporos. Ou colher frutos maduros para permitir que uma árvore dedique energia a folhas crescentes e sistemas radiculares mais fortes”, diz.

A ativista Indy Srinath é etnomicologista e forrageadora.

Aos 27 anos, Indy aprendeu tudo o que sabe depois de passar boa parte da vida adulta trabalhando em diferentes fazendas e locais de plantação. Mulher negra, ela diz ter convivido mais com pessoas brancas no percurso. “Eu não via muita representatividade nesse meio, o que me fez criar espaços educativos para pessoas negras e marrons interessadas no assunto.”

A tarefa envolve respeito e reverência diante da natureza, duas ações presentes na forma com que Indy lida com o meio-ambiente. Em sua conta no Instagram, ela compartilha experiências, ideias e reflexões sobre a vida em contato com a terra e seus frutos. A audiência abrangente pode ser fruto do reflexo geracional: os millennials têm se interessado cada vez mais por formas menos consumistas e mais orgânicas de se viver.

Cientistas descobrem microplásticos em frutas e legumes; veja quais são os piores

Indy acredita que ainda é comum o pensamento de que forrageamento seja uma atividade comum de hippies e pessoas com estilos de vida que envolvam morar em uma comunidade no meio do mato. Ela esclarece que esse é um pensamento errado e conta sobre as propriedades naturais de cogumelos que podem ser encontrados na natureza.

Para mim, é o contrário. Eu acho que, por outro lado, é uma abordagem muito moderna para obter alimentos frescos. eu acredito que os cogumelos estão na moda com os millennials porque, honestamente, eles parecem muito legais e são capazes de fazer coisas realmente incríveis para o corpo. Os cogumelos medicinais podem ajudar o físico e o psicológico, com absolutamente nenhum efeito colateral comum em produtos farmacêuticos.

Indy tem uma fazenda urbana localizada em um rooftop de Skid Row, bairro de Los Angeles conhecido por ser um dos maiores em termos de população em situação de rua dos Estados Unidos. Para forragear, ela chega a dirigir por até oito horas antes de chegar a uma região de floresta que queira explorar. Observando as árvores, ela é capaz de identificar que tipo de frutos deve encontrar no solo das matas. 

Indy entende tudo de cogumelos e garante que eles podem ajudar o físico e o psicológico.

Publicidade

Fotos: Reprodução/Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Técnica japonesa de poda permite obter madeira sem derrubar árvores