Debate

RJ tem ‘choppecídio’ com bares lotados e deboche. Cidade age como se coronavírus não existisse

por: Redação Hypeness

A noite de quinta-feira (2), primeira com bares reabertos no Rio de Janeiro, teve comportamentos que desrespeitam os mais de 60 mil mortos pelo novo cornavírus no Brasil. Imagens feitas durante a madrugada mostram que estabelecimentos e consumidores ignoram regras de flexibilização, como uso de álcool gel, de máscaras de proteção e distância entre mesas. Os bares também não fecharam até às 23h, como exigido pelo prefeitura, e permaneceram abertos até a madrugada desta sexta (3). 

Na Rua Dias Ferreira, no Leblon, Zona Sul, tradicional reduto boêmio, muita gente se espremeu na calçada e até no asfalto. Imagens postadas em redes sociais mostram a multidão na rua, especialmente no quarteirão que acaba na Avenida Ataulfo de Paiva e concentra muitos bares e restaurantes. Parecia que nem exisitia uma pandemia. 

– Rio de Janeiro bate recorde de mortes por policiais em meio à pandemia de coronavírus

Em um dos vídeos, o homem que filma xinga a pandemia e o uso de máscara. Em outro, uma mulher debocha: “Hoje é dia 2 de julho, primeiro dia da liberação dos bares no Rio de Janeiro, a gente está aqui na Dias Ferreira, e está realmente todo mundo de máscara, olha…”, diz, mostrando quase todos sem o utensílio obrigatório contra a proliferação do vírus.

– OMS diz que pior está por vir e que pandemia do coronavírus ‘está longe de ter terminado

Às 6h, as ruas do Leblon estavam vazias, mas havia lixo acumulado e garrafas e espalhadas pelas calçadas onde houve aglomeração de pessoas.

– Curitiba foi do exemplo ao caos com casos de coronavírus quintuplicando após reabertura precipitada

Na Avenida Ataulfo de Paixa, entre as ruas Rainha Guilhermina e Aristides Espinola, algumas pessoas permaneceram reunidas após o fechamento dos bares. Por volta da 0h30, ainda havia grupos na calçada perto dos bares Jobi e Void, já fechados. Já na Lapa, no Centro do Rio, a situação foi diferente. Nas imagens, é possível ver que não houve aglomeração nos bares, que respeitaram o horário de fechamento às 23h.

O deboche dos bares do Leblon lotados em plena pandemia

Bares e restaurantes que desrespeitarem as regras pode ser multados em até R$ 13 mil. A Guarda Municipal atuou no local  e informou em nota que constatou muita aglomeração na Rua Dias Ferreira na noite de quinta-feira (2). O órgão assinalou que todos os estabelecimentos orientados sobre a situação fecharam as portas.

– Coronavírus: Brasil completa 1 mês sem ministro da Saúde com 43,9 mil mortos e 3º maior número de óbitos em 24h

Ainda segundo a Guarda, os bares e restaurantes flagrados desrespeitando as normas sanitárias são notificados, multados e até interditados. Para a reabertura, prefeitura se apoia em índices como a redução da ocupação de hospitais e a diminuição do aumento do número de mortes causadas pelo novo coronavírus. Nesta quinta, foram contabilizadas mais 134 óbitos no estado, chegando ao total de 10.332 mortos. A capital concentra a maior parte dos óbitos: 6.689.

Publicidade

Foto: Reprodução / Twitter


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Filha de Lauryn Hill, Selah Marley fala sobre traumas familiares e importância da conversa