Arte

Sandy e Junior ganha documentário com material inédito para celebrar 30 anos de dupla

10 • 07 • 2020 às 16:54
Atualizada em 10 • 07 • 2020 às 16:55
Yuri Ferreira
Yuri Ferreira   Redator É jornalista paulistano e quase-cientista político. É formado pela Escola de Jornalismo da Énois e conclui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo. Já publicou em veículos como The Guardian, The Intercept, UOL, Vice, Carta e hoje atua como redator aqui no Hypeness desde o ano de 2019. Também atua como produtor cultural, estuda programação e tem três gatos.


O documentário ‘Sandy e Junior: A História’ do Globoplay estreia hoje no streaming da produtora e promete arrancar umas lágrimas dos fãs que acompanharam a trajetória da dupla mais querida da música brasileira. De ‘Maria Chiquinha’ até a última turnê dos irmãos, a série documental explora a história completa de Sandy e Junior.

Vale lembrar que ‘Nossa História’, icônica volta da dupla aos palcos em 2019, foi a segunda turnê mais lucrativa do mundo em 2019. Quando muitos acreditavam que eles estavam no simples ostracismo, a dupla voltou para mostrar que ainda pode mexer com muitos corações no Brasil e no mundo.

– Sandy e Junior arrecadam perto de R$ 2 milhões em live

Depoimentos e histórias dignas de escorrer lágrimas farão parte de ‘Sandy e Junior: A História’, que estreia hoje nos streamings e domingo na rede Globo

O documentário sobre a dupla busca explorar toda a trajetória da dupla. Sandy e Junior fizeram uma entrevista coletiva via Instagram para divulgar a obra, que será lançado no domingo na Rede Globo, dois dias depois do lançamento via streaming.

“A história sempre foi contada por um viés jornalístico ou comercial, através da imprensa, através de interesses comerciais, às vezes com distorções. No documentário, finalmente, a gente pode contar através dos nossos olhos, como a gente viveu aquilo. É mágico”, afirmou Sandy.

– Nostalgia, reencontros e emoção: O que rolou no primeiro show de Sandy e Junior em SP

Os irmãos pareceram ansiosos para a estreia do documentário, que Junior considerou ser praticamente uma ‘terapia aberta’. Para eles, essa é a primeira vez que se dá um olhar detalhado e profundo sobre a carreira da dupla que abalou os anos 1990 e 2000.

“Acaba sendo quase como uma terapia aberta. Cutucamos em coisas muito profundas que a gente viveu. Foi revelador. Esse documentário é muito pelo carinho até pela nossa própria história, tudo que a gente conseguiu construir e ajuda a dimensionar as coisas que a gente viveu, a intensidade de tudo assim”, afirmou Junior. “Foi muito louca essa experiência”, acrescentou a irmã.

Dá uma olhada nesse publicação dela no Instagram:


Publicidade

Fotos: Reprodução/Globoplay


Canais Especiais Hypeness