Criatividade

Sob o efeito de opióides, papagaios atacam fazendas na Índia; entenda

por: Vitor Paiva

Na Índia a produção de ópio não só é legalizada como serve de base para sobrevivência de muitas famílias e fazendas no país através das plantações de papoula – e os poderosos efeitos dos alcaloides extraídos da planta são velhos conhecidos da humanidade em seus poderes analgésicos e narcóticos. Por lá, no entanto, aparentemente até os papagaios descobriram os efeitos do ópio – com o mesmo apreço e até mesmo dependência que os seres humanos demonstram. No estado indiano de Madhya Pradesh, os papagaios e periquitos tornaram-se um problema como uma praga para as plantações: diariamente os pássaros são encontrados devastando as plantas.

Plantação de papoula na região indiana © ThePrint

Madhya Pradesh localiza-se na região central do país, e os baixos índices de chuva na região vêm agravando a situação e o efeito dos pássaros viciados em ópio para o trabalho dos fazendeiros. Diante da ausência de auxílio oficial para resolver o dilema, os fazendeiros estão utilizando bombinhas de efeito moral e auto-falantes para tentar afugentar a invasão dos pássaros, mas até aqui sem sucesso. “Uma flor de ópio produz cerca de 20 a 25 gramas de ópio, mas um grande grupo de papagaios se alimenta dessas plantas entre 30 e 40 vezes ao dias e algumas vezes voa com a flor, e isso afeta a produção”, comentou o fazendeiro Nandkishore. “Nós tentamos fazer barulhos, utilizamos bombinhas para afugentar os pássaros, mas nada adiantou. Esses papagaios viciados em ópio estão devastando as plantações”.

© DNA

 Essa não é a primeira vez que a “praga” de papagaios ameaça a produção no país: para o maior produtor de ópio legalizado no mundo, o impacto sobre a produção pode se tornar um grave problema econômico, social e até mesmo médico. O ópio é utilizado oficialmente para fins medicinais e analgésicos, mas é também da planta que drogas como a heroína é produzida. Os opiáceos podem provocar intensa dependência física e psíquica, e apesar do baixo índice de consumo no Brasil em comparação com outros países, no resto do mundo a heroína é uma das mais perigosas drogas consumidas – ameaçando, pelo visto, não só por seres humanos.

© CNN

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Artista recria personagens de ‘Pokémon’ em versões assustadoramente realistas