Diversidade

Viola Davis exige igualdade salarial em crítica contundente ao racismo: ‘Meryl Streep negra’

por: Redação Hypeness

Apesar dos prêmios e papéis históricos na TV, cinema e teatro, a atriz americana Viola Davis, de 54 anos, ainda precisa se posicionar constantemente na luta por equidade racial dentro da indústria do entretenimento. Vencedora do Oscar de melhor atriz coadjuvante em 2017, do Emmy de melhor atriz dramática em 2015 e de dois prêmios Tony de teatro em 2001 e 2010, a artista teve uma entrevista de 2018 — porém, ainda muito atual — reativada por fãs, no Twitter, em que fala sobre diferenças salariais e comparações entre ela e outras mulheres brancas de mesma profissão.

“Eu consegui o Oscar, o Emmy, os dois Tonys, atuei na Broadway, atuei fora da Broadway, fiz TV, fiz cinema, fiz tudo”, conta Viola à jornalista britânica Tina Brown, de 66 anos, durante a edição de 2018 da conferência Women in The World, realizada em Los Angeles, nos Estados Unidos. “Eu tenho uma carreira que provavelmente é comparável às de Meryl Streep, Julianne Moore, Sigourney Weaver.”

– Viola Davis critica Hollywood por ter cogitado Julia Roberts para papel de abolicionista negra

“Todas saíram de Yale, saíram de Juilliard [onde Viola também se graduou], saíram da NYU. Elas seguiram o mesmo caminho que eu, e, no entanto, não estou nem perto delas. Nem perto em questão de dinheiro, nem perto em questão de oportunidades de emprego. Nem perto disso”, desabafa a atriz.

– Viola Davis posta exigindo justiça pelo assassinato do adolescente João Pedro

Muitas vezes tida como parâmetro de atuação entre atrizes americanas, Meryl Streep, de 71 anos, já foi uma das comparações com mulheres brancas que Viola Davis acabou ouvindo em relação ao próprio trabalho. “Mas [mesmo com todas as conquistas] eu atendo o telefone e ouço: ‘Você é a Meryl Streep negra’”, conta Viola sobre episódio em que foi desmerecida por conta de critérios racistas.

Viola Davis no premiado papel como protagonista da série ‘How To Get Away With Murder’

– Drag queen negra expõe racismo ao citar pedido de show ‘vestida de escrava’

Apesar da carreira implacável e sem possibilidades de comparação, a luta constante pela liberdade que é descrita na obra da ativista americana Angela Davis, de 76 anos, faz parte do cotidiano profissional de Viola, da mesma forma que se faz presente na vida de mulheres e homens negros de todo o mundo.

“‘Não há ninguém como você!’ Ok. Então, se não há ninguém como eu e você acredita nisso, você vai me pagar o que eu mereço. Você vai me dar o que eu mereço!”, completa a atriz.

Veja a entrevista completa de Viola Davis no Women in the World 2018:

Publicidade

Foto: Divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Mulher se veste como celebridades para mostrar que você não precisa ser magra para ser feliz