Debate

Vítima diz que homem tentou se masturbar no trem e denuncia assédio: ‘Não se calem’

por: Karol Gomes

A denúncia de uma vítima de assédio sexual está viralizando na internet e ajudando a espalhar uma mensagem importante. “Não se calem”.  O caso ocorreu no Rio de Janeiro e foi filmado pela vítima, Larissa Almeida, que relatou, também por vídeo, que confrontou o homem, após notar que ele estava tentando se masturbar na sua frente, dentro do metrô da cidade. 

“Você é um moleque! É isso que você é! Enquanto as mulheres não abrirem a boca, você vai continuar fazendo isso”, gritou Larissa. Os vídeos publicados por ela no Twitter mostram o homem tentando esconder o rosto com a mochila. “Tá com vergonha?”, questiona ela.  

– Madonna incomoda com topless e mostra que machismo não permite envelhecimento feminino

O homem foi acusado de assédio e de se masturbar no trem

De acordo com ela, o acusado chegou a dizer que tem uma filha de dois anos. Larissa é mãe e explicou que justamente por isso não se intimidou. “Eu tenho vergonha pela minha filha que pode passar por isso por um monstro como você. Amanhã pode ser a sua filha”, gritou a vítima, que tem 21 anos. 

Em depoimento gravado para a TV Globo e publicado em seu Instagram pessoal, Larissa relatou o caso e sua postura defensiva no momento da agressão, mas também revelou que caiu no choro quando mudou de vagão no trem e teve o apoio de outras mulheres. 

– Magreza de Adele revela gordofobia escondida em comentários elogiosos

– J.K Rowling compara transição de gênero com cura gay em novo desserviço contra diversidade

Ela disse que foi seguida pelo homem quando deixou o trem, mas teve a sorte de encontrar um amigo que a acompanhou ao DPO (Departamento de Polícia Ostensiva) de Engenheiro Pedreira; porém, um policial teria dito apenas para ela fazer B.O. online. 

“Eu sofri um assédio dentro do trem porque nós mulheres, infelizmente, passamos por isso todos os dias. Ontem, diferente de muitas vezes, eu decidi não me calar. Foi a primeira vez depois que a minha filha nasceu, e eu só pensava nela”, disse Larissa. A vítima afirma ainda que fez Boletim de Ocorrência na 63ª Delegacia de Polícia de Japeri para importunação Sexual. 

– Companheira de Porchat pelada em live acidentalmente vira notícia porque mesmo?

No Facebook, a esposa do homem disse que ele é inocente: “Ele foi acusado de assédio no trem por uma maluca, já é a segunda vez que acontece isso”. A publicação — que já foi apagada — terminou em tom ameaçador para Larissa. “Eu vou atrás de você”, afirmou a mulher do acusado.

Publicidade

Fotos: Reprodução / Twitter


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.


X
Próxima notícia Hypeness:
UOL diz que ‘errou’ ao impedir Guilherme Boulos de responder pergunta e encerrar debate