Viagem

70 produtores de conteúdo de viagem se unem em e-book pra ajudar na pandemia quem depende do turismo

por: Vitor Paiva

Se a economia de modo geral vem sofrendo um forte baque em todo o planeta por conta da pandemia e suas restrições, uma indústria como o turismo se vê praticamente congelada em tempos de quarentena. O impacto se dá sobre grandes empresas, como companhias aéreas e hotéis, mas também – e principalmente – sobre pequenos comerciantes, guias e outros trabalhadores que vivem diretamente do turismo. Foi pensando nesse ecossistema econômico tão ameaçado em tempos de Covid-19 que 70 produtores de conteúdo de viagem decidiram se juntar para produzir um e-book, cuja renda será toda revertida para fundos de combate à Covid-19, para ajudar pessoas em situação vulnerável e justamente ajudar a fomentar o turismo nacional.

Intitulado “Lugares Apaixonantes pelo Brasil”, o livro é formado por textos de autoria de tais produtores, em iniciativa totalmente voluntária, solidária e sem patrocinador, ao longo de 340 páginas sobre 135 destinos brasileiros. A ideia é oferecer pontos de conexão do público leitor com o próprio país, a fim de também assim incentivar viagens dentro do Brasil. A ausência de patrocinador visa que justamente toda renda possa ser doada a projetos sociais, ligados ou não ao turismo.

Fervedouro no Jalapão, em Tocantins © Renata Telles/Ela que ama viajar

A inspiração para o projeto veio de uma experiência similar realizada com sucesso na Itália, reunindo blogueiros locais para produzir em e-book em combate ao imenso impacto da pandemia no país – Deb Waldmann, blogueira brasileira moradora da Itália, conheceu a iniciativa e começou a gestar uma versão nacional do livro.

Morro Dois Irmãos, em Fernando de Noronha © Thais Moura/Love and Travel

Para fazer jus ao título do livro brasileiro, o espírito foi de também encontrar destinos menos usuais e fora do comum para compor os “Lugares Apaixonantes do Brasil”- como Presidente Figueiredo, no Amazonas, Cabaceiras, na Paraíba, Baturité e Ibiapaba, no Ceará, Pedra Azul, no Espírito Santo, Amajari e Vale do Arabobo, em Roraima, entre muitos outros – assim como locais inesperados e surpreendentes nas grandes e mais conhecidas cidades. O livro é entregue como recompensa de uma doação, que pode ser feita a partir de R$ 10 para instituições selecionadas por meio de votações, mas valores superiores são evidentemente importantes para um maior e melhor impacto positivo da iniciativa.

Cachoeira Sao Romão, na Chapada das Mesas, no Maranhão © Roberta Martins/Territórios

“Quando pudermos voltar a viajar, provavelmente, muitos países ainda não aceitarão visitantes provenientes do Brasil. Dessa forma, o turismo nacional deverá ser mais valorizado. Ao mesmo tempo, certamente, serão adotadas medidas restritivas de distância entre visitantes, como acontece, por exemplo, na Europa. Por isso, quanto mais lugares diferentes formos, melhor será para todos”, conclui Deb. Para saber mais, doar e garantir seu exemplar, acesse o site do projeto aqui.

Estação Ferroviária de Baturité, no Ceará © Anchieta Dantas Jr/Blog Andarilho

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Os incríveis e coloridos domos de sal das montanhas do Irã