Sustentabilidade

Após naja, polícia apreende ‘anaconda’ de 80 kg e 8 metros criada ilegalmente há 11 anos

Redação Hypeness - 14/08/2020

Uma cobra Píton foi apreendida na casa de um vigilante em Águas Lindas (GO), no Entorno do Distrito Federal. O homem, identificado como Clemente Luz,  criava o animal de 8 metros e 80 kg achando se tratar de uma sucuri, também conhecida como ‘anaconda’. Ele será investigado por criar e vender animais exóticos no DF e em Goiás. 

Em entrevista ao jornal Metrópoles, policiais civis da 14ª DP (Gama) que cumpriram mandado de busca e apreensão na propriedade, disseram que o animal era alimentado com coelhos e circulava livremente pela chácara de Luz. Pesada e comprida, a cobra teve de esperar reforço policial para ser transportada.

– Traficante picado por naja contrabandeava há 3 anos e cobrava R$ 500 por filhote, diz TV; cobra está em SP

Píton de 80 kg apreendida ilegamente no DF

Além da espécie, que é proibida no Brasil, ele também cuida de animais peçonhentos. Alguns deles teriam sido adquiridos pelo traficante Pedro Krambeck, de 22 anos, que ficou conhecido por ter sido picado por uma naja, também em Brasília, e por ter desencadeado uma investigação em torno do tráfico de animais na região. 

– Naja como a que picou homem no DF é vendida por R$ 7 mil; polícia apreende Píton-Indiana debilitada

Clemente Luz será indiciado por tráfico de animais silvestres e por maus-tratos pelo número correspondente de cobras relacionadas a ele: 23. Além disso, responderá por associação criminosa e exercício ilegal da profissão. 

Confira o vídeo publicado pelo Correio Braziliense: 

– Serpente não será abatida e investigação de possível tráfico feito por jovem picado por naja apreende mais cobras

Já o vigilante foi indiciado nesta quinta-feira (13), pela Polícia Civil do DF. Outras serpentes vendidas por ele também foram apreendidas pela Polícia Civil com um morador de Vicente Pires. O homem foi flagrado pela Polícia Civil do DF (PCDF) com animais exóticos, entre eles, três tubarões.

Ex-militar do Exército, Clemente Luz é aficionado por animais exóticos e atua no ramo há mais de 20 anos. O vigilante não estava em casa no momento da apreensão. Quem atendeu os agentes da PCDF foi a esposa de Clemente. Quatro cobras de pequeno porte foram colocadas em caixas e guardadas na viatura. 

Publicidade

Foto: Divulgação / Polícia Civil do Distrito Federal


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.


Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
RN vive crise ambiental grave com toneladas de lixo em praias