Debate

Bailarina do ‘Faustão’ presa por desacato em suposta festa diz ter sido vítima de violência policial

por: Redação Hypeness

Bailarina do ‘Domingão do Faustão‘, Natacha Horana foi detida em Balneário Camboríu (SC) em julho, acusada de desacatar policiais que atendiam denúncia de uma suposta festa no apartamento onde estava hospedada. 

Natacha nega as acusações e, em entrevista ao UOL, diz que foi vítima de violência policial na abordagem da GCM (Guarda Civil Municipal). Os advogados da modelo também irão pedir o arquivamento do inquérito que foi aberto contra ela em Santa Catarina. 

– Policial invade apartamento e agride com cassetadas alunas que comemoravam TCC 

‘Bailarina do Faustão’ diz que foi vítima de violência policial

“Há uma investigação surgida a partir do abuso que fui vítima, mas meus advogados pedirão o arquivamento. Seja porque não cometi ilícito algum, e também por conta de todos os abusos cometidos pelas autoridades”, disse Natacha.

A repercussão do caso fez com que surgissem rumores de que Natacha teria sido demitida pela Globo, o que a emissora negou na semana passada. Os outros compromissos profissionais da bailarina também seguem. “Depois do episódio, conversei com todos os meus parceiros de trabalho. Felizmente, eles entenderam, se solidarizaram com tamanha injustiça e prosseguimos nossas parceiras”, afirmou. 

– Violência contra a mulher sobe 50% com confinamento por coronavírus

A modelo diz, contudo, que está sendo difícil lidar com a repercussão da situação e as respostas que recebe recebendo nas redes sociais depois que um vídeo da abordagem, gravado por policiais, foi publicado.

– Homem morto pela PM ‘faz gol’ dentro de caixão e isso diz muito sobre a violência no Brasil

Entenda o caso

Natacha conta que havia viajado para Balneário Camboriú a convite de uma marca catarinense para trabalhar como modelo. Ela afirma que se hospedou em um apartamento alugado por um amigo e diz que estava no quarto no momento em que a polícia chegou. 

Segundo ela, os policiais entraram armados no apartamento sem nenhum mandado, nem permissão das pessoas que estavam no imóvel. Natacha ressalta que se assustou com as batidas agressivas na porta do quarto onde estava e que pediu um tempo para se vestir antes de abrir, mas eles arrombaram a porta. 

– Live do ‘Aglomerou’ interrompida aos tiros tinha vizinho miliciano como alvo, diz polícia

A bailarina reiterou que os oficiais a trataram com agressividade e começaram a filmar a ação. A Prefeitura de Balnerário Camboriú alega, em nota enviada ao UOL, que Natacha tentou agredir os policiais – leia a nota na íntegra:

“Esclarecemos que na noite de domingo, 19 de julho, chegou aos órgãos de segurança do município a denúncia de que estava ocorrendo uma festa na Rua 2.100, com cerca de 30 pessoas.

Destaca-se que, há vigentes decretos estadual e municipal que proíbem aglomerações em Balneário Camboriú e outros municípios catarinenses. Decretos restritivos a realização de eventos privados e públicos.

Essas medidas embasam as ações dos órgãos de segurança e da fiscalização do município de Balneário Camboriú que, por parte da comunidade local, estão recebendo dezenas de denúncias diariamente.

Nesse atendimento houve, por parte de uma das participantes da festa, o desacato e uma tentativa de agressão a um servidor público, que teve seu equipamento de trabalho (uma filmadora e um osmo mobile) jogados ao chão.

Toda ação foi registrada, do inicio ao fim, capturadas pelo equipamento de filmagem fixado na farda dos policiais. A ação aconteceu com transparência e foi acompanhada, inclusive, pelo síndico do prédio.

Ressalta ainda, que as equipes que conduziram a mulher até a delegacia testemunharam as constantes manifestações de desacato proferidas pela mulher durante toda condução”.

 

Publicidade

Fotos: Reprodução / Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Violoncelista negro preso por causa do racismo possui trajetória brilhante na música