Debate

Casa Nem, abrigo de LGBTs em vulnerabilidade, é cercada por polícia em ato de despejo

Redação Hypeness - 24/08/2020

A Justiça determinou para esta segunda-feira (24) a reintegração de posse do prédio em Copacabana, na Zona Sul do Rio, que abriga a Casa Nem, ONG que acolhe pessoas LGBTQ+ em situação de vulnerabilidade. Com isso, 47 moradores, entre eles, crianças, poderão ficar sem abrigo em tempos de pandemia. A ONG e seus dependentes pedem adiamento da medida.

– Xuxa anuncia livro para crianças com conteúdos LGBTQIA+ e veganos

A advogada Ludmila Cindra, da Comissão de Direitos Humanos da OAB-RJ, disse que a prefeitura já está viabilizando um novo local para as pessoas da Casa Nem, conhecida pelo trabalho de acolhimento e apoio a pessoas LGBTQ+ na cidade. Ela pede um pouco mais de tempo e paciência para a reintegração de posse.

O pedido de reintegração de posse foi feito pelos proprietários do imóvel, que são representados pela Iliria Administração de Imóveis e Negócios. Segundo os ocupantes, vizinhos contam que o prédio estava abandonado há mais de dez anos.

– Marília Mendonça se desculpa por fala transfóbica; comentário pode colocar LGBTs em risco

Uma primeira tentativa de reintegração havia sido feita em julho, mas não prosseguiu pois o Conselho Tutelar e outros órgãos solicitados não estavam presentes. Dessa vez, a exigência é a mesma. Cindra reforça a reintegração não pode ocorrer sem o Conselho Tutelar.

Publicidade

Foto: Reprodução / Twitter


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Pandemia de covid-19 aumentou número de fumantes; veja estudo