Debate

Demissão de funcionária provoca enxurrada de denúncias de abuso contra grife de moda

por: Yuri Ferreira

Após a demissão de uma funcionária da Aquamar, loja varejista de roupas com origem no Rio de Janeiro, uma enxurrada de denúncias de abusos trabalhistas surgiu no Twitter contra a empresa. As histórias são chocantes e levantam preocupação sobre o tratamento de funcionários pelo estabelecimento.

Os relatos das vítimas mostram abusos psicológicos graves e até limitação de direito a ir no banheiro: uma funcionária diz que foi obrigada a defecar nas calças após ser impedida de ir ao sanitário. Outros ex-profissionais afirmaram ter atestados médicos negados pela empresa.

– ‘Varre o chão com o cabelo’: Restaurante ‘desconstruidão’ é acusado de racismo e machismo

Enxurrada de denúncias de assédio moral caem sob a Aquamar

Em julho de 2016, o Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro já havia denunciado a grife, que relatou denuncias anônimas de descontos irregulares pelos uniformes, utilização ilegal do banco de horas, não pagamento de horas extras, trabalho sem folga, não aceitação de atestado médico e, principalmente, o assédio moral”

Dá uma olhada no tweet que originou as denúncias:

– Funcionários denunciam Loja Três por racismo, gordofobia e assédio moral

– Jovens humilham funcionário do Bob’s, postam nos stories e são acusadas de racismo

A jornalista Amanda Celio compilou as denúncias em uma thread no Twitter. As histórias são de arrepiar:

Hypeness entrou em contato com a Aquamar por telefone e por e-mail, mas até o momento da publicação, não obteve resposta da empresa. Aguardamos um posicionamento.

Publicidade

Fotos: Reprodução/Facebook


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.


X
Próxima notícia Hypeness:
Torcedores sem máscara cobram jogadores por balada em meio à pandemia e mostram que ninguém tem razão