Inovação

Filtro sustentável converte água do mar em potável em menos de 30 minutos

por: Vitor Paiva

A fim de oferecer solução para um dos grandes problemas da humanidade hoje, cientistas da Universidade de Monash, em Melbourne, na Austrália, desenvolveram uma tecnologia capaz de transformar grandes quantidades de água do mar em água potável em tempo recorde. Utilizando energia solar e tendo as comunidades remotas como principal beneficiários em potencial da novidade, o filtro é capaz de gerar centenas de litros de água para beber em um único dia, com o processo de filtragem durando menos de 30 minutos.

© RawPixel

Intitulado PSP-MIL-53, o filtro utiliza íons metálicos, conhecidos como compostos organometálicos,  para atrair as moléculas salinas na água, reter o sal e, sob a luz solar, o regenerar. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) a qualidade da água compreendida como potável deve possuir um sólido dissolvido total (TDS) de menos de 600 miligramas por litro – o filtro australiano chegou ao resultado de 500 mg/L.

O filtro desenvolvido na Austrália © Universidade de Monash

“Devido à disponibilidade de água do mar e água salobra — aquela que tem mais sais dissolvidos do que a água doce, mas menos do que a água do mar —, como os processos de dessalinização são confiáveis, a água tratada pode ser integrada aos sistemas aquáticos com riscos mínimos para a saúde “, afirmou o professor Huanting Wang, do Departamento de Engenharia Química da universidade e líder da pesquisa do PSP-MIL-53.

O professor Huanting Wang © Universidade de Monash

A OMS oferece a dimensão do problema do acesso à água potável: segundo a organização, uma em cada três pessoas no planeta não possui acesso direto,  mais de 2.2 bilhões de pessoas não possui serviço de água potável, 4.2 bilhões de pessoas não possuem acesso a serviços sanitários seguros, e 3 bilhões de pessoas não possuem meios para manter a básica higiene correta das mãos. O baixo consumo de energia sem exigir produtos químicos para o processo de filtragem tornam a invenção australiana uma importante opção para ajudar a amenizar tal problema global. O filtro ainda está disponível em produção massiva, e a expectativa é que a produção industrial diminua o alto custo do material sintetizado em laboratório para sua fabricação.

O incrível prédio da Universidade de Monash © divulgação

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Outubro rosa: K-Y cria filtro no Instagram para democratizar autoexame de mama