Inspiração

‘Joãosinho da Goméa — O rei do candomblé’ concorre em 9 categorias em Gramado

por: Redação Hypeness

Dia de festa no terreiro. “Joãosinho da Goméa — O rei do candomblé” foi selecionado para o Festival de Cinema de Gramado. O filme de Janaína Oliveira Refém e Rodrigo Dutra concorre em nove categorias da premiação, que acontece em setembro na serra gaúcha. 

Cristiele França, a radialista que leva o candomblé e os orixás para o cotidiano de Salvador

O ator Átila Bee caracterizado como Joãozinho da Gomeia.

O curta-documentário narra a história de João Alves de Torres Filho, o Joãosinho da Goméa. O babalorixá baiano se mudou para o município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, nos anos 1940, e fundou seu terreiro, conhecido como Terreiro da Gomeia. Parte das cenas do filme foram gravadas lá. 

Animação baiana em stop motion retrata criação do mundo pelo ponto de vista do Orixá

Mesmo o terreno estando daquele jeito, foi forte, dolorido, bonito. Quando você se aproxima das coisas físicas de um personagem que estuda com tanto carinho e respeito, o impacto é muito forte”, contou Átila Bee, que interpreta o babalorixá, ao jornal “Extra”.

Convidada por Rodrigo para co-dirigir o filme, Janaína não aceitou de cara, mas mudou de ideia logo depois. Para ela, foi Joãozinho que orientou o diretor a convidá-la. “O filme é muito mágico de energia ancestral”, afirmou. 

‘Nosso Sagrado’: documentário pede liberação de itens afro-religiosos apreendidos pela polícia

De acordo com a descrição do site do festival, o “filme apresenta Joãosinho da Goméa como narrador principal de sua história. Com músicas cantadas por ele, performances provocadoras e arquivos diversos que ressaltam o quanto ele é importante para as religiões de matriz africana.”

Os diretores do filme: Janaína Oliveira Refém e Rodrigo Dutra.

Publicidade

Fotos: Zéca Vieira/Divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Ninguém é ‘normal’; animação estimula auto aceitação entre crianças