Debate

Letícia Sabatella fala de filme sobre deputada e diz que Flordelis era ‘lobo em pele de cordeiro’

Karol Gomes - 26/08/2020

A vida da deputada federal Flordelis (PSD), acusada de assassinar o próprio marido, o  pastor Anderson do Carmo, tem sido um dos assuntos mais comentados na internet nos últimos dias. Entre muito conteúdo desenterrado pelos internautas, o filme ‘Flordelis – Basta uma Palavra para Mudar’ impressionou por reunir um time de estrelas que deixaria muitas novelas da Rede Globo com inveja. 

Uma delas, a atriz Letícia Sabatella falou ao site UOL sobre a experiência de ter rodado o filme sobre a pastora. Ela contou que o encontro com Flordelis foi breve e que caiu em uma armadilha: os artistas que participaram do filme não receberam cachê, já que o objetivo na época era divulgar o trabalho da pastora, que ficou conhecida por adotar mais de 40 filhos na época. Letícia classificou Flordelis como “lobo em pele de cordeiro” 

– Glamour, assassinatos e… hippies! Por dentro de ‘Era Uma Vez em Hollywood’, o novo filme de Tarantino

Letícia Sabatella também participou de filme sobre Flordelis

“De fato, todos fomos participar de uma ação beneficente. Foi muito rápido o contato com ela. A conheci no mesmo dia. Havia muitas crianças. Enfim, um engodo gigante”, disse a atriz, que afirmou ainda lamenta o assassinato do pastor Anderson. Ela acrescentou: “Um crime como este. Horrível. Aprendi com o tempo a ter mais cautela com quem ostenta tanto a sua autopromoção, beirando a divindade. Lamento demais pelas vítimas desses lobos em pele de cordeiro”, disse. 

– Filha de Belchior e namorada são acusadas de latrocínio em trama digna de série policial

Além de Sabatella, o filme conta com: Bruna Marquezine, Cauã Reymond, Ana Furtado, Leticia Spiller, Alinne Moraes, Marcello Antony, Sergio Marone, Deborah Secco, Fernanda Lima, Rodrigo Hilbert, Reynaldo Gianecchini e Isabel Fillardis.

O ator Thiago Martins também desabafou sobre ter feito parte da história contada nos cinemas. Ao UOL, ele afirmou: “Espero que a justiça seja feita e que ela pague pelo seu erro, uma pena apagar toda admiração e respeito que tinha por ela”

– A Máfia dos Tigres: tudo que você queria saber (e nem imaginava) sobre a série da Netflix

Flordelis é acusada de matar o próprio marido

Já diretor Marco Antônio Ferraz lamentou a realização do filme, em entrevista ao jornal Extra. “Me arrependo. Se fosse hoje, jamais teria feito esse filme. Não sou cineasta. Sou um contador de histórias e o que contei foi uma mentira diante dos fatos que conhecemos agora”

– Polícia prende alemão que atraia e enganava crianças para a produção de filmes pornográficos

O caso Flordelis

A Polícia Civil do RJ e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) acreditam que a vítima, morta com mais de 30 tiros em Niterói em junho do ano passado, sabia dos planos da família para tentar matá-lo.

Antes do assassinato, houve ao menos oito tentativas frustradas, seis delas por envenenamento com arsênico ou cianeto. A família tentou ainda forjar dois latrocínios – roubo seguido de morte –, que acabaram não sendo levados adiante pela quadrilha.

– Bolsonaro ameaça jornalista e lembra general da ditadura militar: ‘Encher tua boca de porrada’

Nesta segunda-feira (24), a deputada Flordelis (PSD-RJ), viúva de Anderson, foi apontada como a mandante do crime – ela nega. Oito pessoas foram presas por envolvimento no crime, entre elas, estão cinco filhos e uma neta de Flordelis – ela não pôde ser presa por causa da imunidade parlamentar.

O inquérito concluiu que Anderson foi morto por questões financeiras e poder na família – o pastor controlava todo o dinheiro do Ministério Flordelis, hoje rebatizado Comunidade Evangélica Cidade do Fogo.

– Twitter tem 24h para retirar dados expostos por Sara Winter de criança que abortou após estupro

A deputada vai responder por cinco crimes: homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima), associação criminosa, falsidade ideológica, uso de documento falso e tentativa de homicídio (pelo envenenamento).

Casos de família

Enquanto tenta entender o caso, a imprensa também tem tentado entender a dinâmica familiar de Flordelis. Nesta segunda-feira (24), uma reportagem do ‘RJTV‘, revela que a deputada já foi mãe e sogra de Anderson antes de se casar com ele. 

– Michelle Bolsonaro bate-boca com primo que a acusou pela morte da avó por covid-19: ‘Seu moleque’

De acordo com o jornal, Anderson teria sido adotado junto com outros cinco filhos pela parlamentar, formando a “primeira geração”. O pastor, ainda como filho, se tornou genro de Flordelis quando começou a namorar a filha biológica da deputada, Simone, que também esteve envolvida no assassinato. Tempos mais tarde, Anderson se tornou marido e gerente da família composta por 55 filhos.

Confira o vídeo: 

Publicidade

Foto 1: Reprodução / Instagram
Foto 2: Reprodução / Twitter


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.