Ciência

Nasa registra colisão de duas galáxias 250 milhões de anos luz da Terra

Vitor Paiva - 28/08/2020 | Atualizada em - 04/09/2020

Toda vez que a NASA e o telescópio espacial Hubble nos mandam notícias, junto chega a certeza de que algo espetacular será descoberto por nós, em nosso pequeno planeta azul, sobre a imensidão do universo. E foi isso que mais uma vez aconteceu, com a imagem da NGC 1614 recém revelada: trata-se do que a NASA apelidou como “galáxia peculiar”, mostrando a imagem em verdade de duas galáxias colidindo e se misturando em uma “explosão estelar”.

Na imagem é possível reparar em um “rabo” branco, como uma espécie de rastro de gases e estrelas expelidas pela colisão galáctica. No centro da foto é possível notar a explosão de “radiantes estrelas em formação”. O fenômeno se dá a partir de gases de galáxias menores entrando em galáxias maiores, e o incrível acontecimento estelar se deu na distância de aproximadamente 200 milhões de anos-luz de nossas casas.

Segundo o post da NASA, o formato peculiar da galáxia se dá justamente por conta da sua “mistura” com outra galáxia. Trata-se da segunda mais luminosa galáxia no espaço de 250 milhões de anos-luz da Terra, revelando assim um verdadeiro espetáculo luminoso e explosivo na nossa infinita vizinhança.

Publicidade

© fotos: NASA/Hubble


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.