Debate

Negão da BL dá exemplo perfeito de como o racismo opera no Brasil

Yuri Ferreira - 27/08/2020

O jovem MC Negão da BL é um dos maiores ícones de 2020, mas teve de enfrentar uma discussão sobre racismo com pessoas brancas bastante desconfortável. O vídeo é um retrato de como o racismo opera no Brasil, e mostra como muitas vezes as vozes pretas são silenciadas.

– Pedro Sampaio e Negão da BL: o sample de um meme que abre debate sobre os limites dos direitos autorais no Brasil

Negão da BL debateu com apresentadores sobre racismo em programa na internet

Branco explicando ao negro o que é racismo 

Em uma live do programa de internet chamado ‘Coronna Lounge’, o músico – que está fazendo uma transição do funk para o rap – deu uma aula sobre como o racismo opera, falando de como discursos bonitos não resolvem a questão da raça no Brasil e mostrando um clássico exemplo do ‘whitesplaining’ (quando um branco explica para um negro o que é racismo e o que não é).

– ‘Cancelamento’ e luta contra racismo, homofobia e preconceitos são coisas diferentes

“Hoje no nosso Brasil a gente tem uma grande parte da população que briga por isso [racismo]”, disse a apresentadora Kemilly. Então, o MC interpela a fala da apresentadora, mostrando dilemas da questão de raça no país.

“Mas aí brigar e falar bonito é uma coisa, o ‘bagulho’ é a prática. Vocês vão falar ‘eu respeito’, mas vocês são dois brancos brigando com um preto”, disse o cantor, que viralizou nas redes sociais com vídeos de comédia e música.

“Você é filha de negro, mas você é branca”, explicou o MC Negão da BL. “Eu não sou branca, não”, finalizou a apresentadora.

– Motoboy é vítima de racismo de homem branco: ‘Você tem inveja disso aqui [minha cor]’

O discurso de Negão da BL viralizou nas redes sociais. Posteriormente a fala de Negão, a mãe dele, dona Giselle, também comentários críticos sobre o racismo no Brasil.

Publicidade

Fotos: Reprodução/Twitter/Youtube


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.