Inovação

Noivas deslumbrantes que dispensaram os vestidos brancos – ou mesmo qualquer vestido – para seus casamentos

por: Kauê Vieira

Se toda tradição pode esconder sentidos originais questionáveis ou serem usadas para repressões diversas, com o passar do tempo tais tradições podem e devem ser subvertidas, ganhar novos sentidos, ou simplesmente ser transformadas ou mesmo abandonadas: ao gosto do freguês, certas tradições podem ser mantidas ou repensadas com o significado, o formato, a estética ou a roupagem que quisermos. No caso dos vestidos de noiva, a mudança de roupagem pode ser literal – e é cada vez mais comum não só a mudança na cor da indumentária de um casamento, como também na própria peça, e cada vez mais noivas decidem casar usando não somente vestidos coloridos, como simplesmente outras roupas que não vestidos. É ao redor desse tema que as fotos (e noivas) foram aqui reunidas – e aplaudidas.

Os primeiros registros oficiais de noivas em vestidos brancos vem do século XV, mas foi a rainha Vitória, da Inglaterra, em seu casamento com o Principe Alberto em 1840 que tornou a peça popular por todo o ocidente, criando assim tal tradição – a relação com pureza ou virgindade na cor da roupa da noiva não existia em sua origem. Curiosamente, até a Idade Média era recomendado que as noivas vestissem peças coloridas, representando culturas mas principalmente suntuosidade e riqueza, e mesmo até meados do século XX o branco do vestido era adornado por detalhes e peças típicas do estilo de cada lugar ou época.

Na Escandinávia, por exemplo, o preto era cor recomendado para o casamento, e na França o branco era a cor do luto em tradições da realeza. Assim, noivas coloridas ou mesmo vestindo indumentárias diferentes de um vestido não deveriam escandalizar ninguém: o vestido branco é uma tradição recente e sem uma origem profunda: nada além do que a cor preferida da Rainha da Inglaterra cerca de 200 anos atrás.

Mas o fato é que pra muita gente tal tradição foi transformada em tabu – como tantas outras ligadas à instituição do casamento – e por isso uma noiva trajando cores fortes ou mesmo se casando de calças, por exemplo, ainda provoca reações. Por isso reunimos aqui uma série de exemplos de noivas que decidiram ousar e foram além do vestido branco com felicidade e beleza, a partir de reportagem publicada no site Tudo Interessante.

Felizmente tais reações são cada vez mais positivas e em celebração: importante mesmo, afinal, é que as pessoas se casando estejam felizes, sentindo-se bonitas e bem-acompanhadas, seja qual for a roupa, o gênero das pessoas se casando, a religião sob a qual a cerimônia acontece, ou mesmo a ausência de religião. Para além do vestido e da tradição, importante mesmo é o amor.

 

Publicidade

© fotos: Tudo Interessante


Kauê Vieira
Nascido na periferia da zona sul de São Paulo, Kauê Vieira é jornalista desde que se conhece por gente. Apaixonado pela profissão, acumula 10 anos de carreira, com destaque para passagens pela área de cultura. Foi coordenador de comunicação do Projeto Afreaka, idealizou duas edições de um festival promovendo encontros entre Brasil e África contemporânea, além de ter participado da produção de um livro paradidático sobre o ensino de África nas Escolas. Acumula ainda duas passagens pelo Portal Terra. Por fim, ao lado de suas funções no Hypeness, ministra um curso sobre mídia e representatividade e outras coisinhas mais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Google mira 100% de uso de energia limpa até 2030 em movimento sustentável