Debate

Pai de mulher que humilhou vendedores aos berros diz que não é juiz e ‘nem poderoso’

por: Yuri Ferreira

Nessa semana, o vídeo de uma mulher viralizou após ela humilhar funcionários de um quiosque no Leblon. Após afirmar que era filha de juiz e de gente poderosa, o pai da senhorita afirmou que não era juiz, nem poderoso, mas aposentado. Ele também informou a reportagem do jornal O Globo que após o surto, a mulher foi internada em uma clínica de reabilitação pois é dependente química.

– Confeiteira humilhada por taxa de entrega de R$ 2 desabafa e ganha vaquinha nas redes

Mulher intimidou funcionários com postura elitista e racista

No vídeo, a mulher chama os funcionários do estabelecimento de ‘merdas’. Segundo os funcionários, ela havia sido acusada de roubar uma garrafa de cerveja do estabelecimento cinco dias antes e, ao voltar, fez um escândalo digno da elite branca, soltando a carteirada (falsa) do meu pai é juiz e humilhando os trabalhadores.

– Fiscal ameaçado por impedir bares cheios numa pandemia tem doutorado e se formou em veterinária

“Eu não sou poderoso, não sou nada. Só sou um aposentado. Liguei para o quiosque e pedi desculpas, é o que eu posso fazer. Mas não estou justificando o que minha filha fez”, disse o pai da moça.

Segundo o gerente do quiosque, ela ainda havia proferido ofensas racistas antes da câmera ser ligada. “Pretos feios”, dizia aos funcionários, que tinham de se defender e escapar da agressividade da mulher.

“Ela passou pelo quiosque do Baixo Bebê com um grupo de amigos e reconheceu o Júlio. Foi aí que começaram as ofensas. Na hora que ela viu a gravação, ficou até mais calma. Antes ela foi extremamente homofóbica, elitista e racista com os funcionários”, contou o gerente do estabelecimento, Rafael de Oliveira Francisco, ao Globo.

Veja o vídeo:

Durante a pandemia, vimos o caso da mulher que meteu o “cidadão não, engenheiro civil, formado, melhor do que você” para um fiscal da Vigilância Sanitária no Rio. Em Santos, litoral paulista, vimos o desembargador humilhando o Guarda Civil Metropolitano após ser multado pela obrigação de usar máscara. São alguns retratos da triste estrutura de classe e raça que existem no nosso país.

Publicidade

Fotos: Reprodução/Twitter


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Bolsonaro nega anúncio de vacina do Ministério da Saúde: ‘Não compraremos vacina da China’