Arte

Primeiro museu submerso do mundo que permite apreciar arte durante um mergulho é inaugurado

por: Vitor Paiva

Nada supera a beleza, a variedade, a explosão de cores e vidas que o oceano, apesar do devastador impacto da ação humana, nos oferece. E se o fundo do mar é, portanto, metaforicamente o maior museu do planeta, porque não tornar tal metáfora em algo literal? Localizado em uma das mais impactantes “obras de arte” que o mar já criou e expôs, o primeiro museu subaquático do planeta fica localizado na Grande Barreira de Corais, a imensa faixa na Austrália reunindo 2.900 recifes, 600 ilhas continentais, 300 atóis ao longo de 2.200 quilômetros de comprimento – e agora um museu.

A única estátua fora da água, anunciando o museu

Intitulado literalmente Museum Of Underwater Art, ou Museu de Arte Subaquática, o local se encontra a cerca de 18 metros de profundidade, em uma estrutura de 64 toneladas e 12 metros de diâmetro construída pelo escultor Jason deClaires Taylor, para receber 20 estátuas representando estudantes estudando justamente os corais da barreira. Intitulada Coral Greenhouse, essa primeira exposição também inclui três esculturas representando a flora local, como árvores de eucalipto e outras árvores típicas da região. As esculturas foram feitas em aço não corrosivo com pH neutro e componentes que ajudam a saúde da barreira.

“Quando falamos de recifes, estamos falando do que deixaremos para as gerações mais jovens”, disse Taylor. “Eu também quero encorajar mais jovens à ciência marina e a explorar e compreender o mundo subaquático”, completou. A exposição já estava pronta para ser inaugurada em abril, mas a pandemia atrasou a cerimônia de abertura do museu. Agora, mergulhadores podem visitar o museu pegando carona em um dos barcos que saem da Marina John Brewer Reef, localizado a duas horas da costa de Townsville, para visitar o primeiro museu de arte subaquática do planeta, e também o maior museu de todos: a própria barreira.

Publicidade

© fotos: Museum Of Underwater Art/Instagram


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
A igreja que detém os direitos de hits de Rihanna e Beyoncé como ‘Umbrella’ e ‘Single Ladies’