Sustentabilidade

Reino Unido anuncia nova lei pelo meio ambiente; veja como ela afeta o Brasil

por: Redação Hypeness

Patrocinado por:
Notice: Undefined index: facebook_titulo in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/single.php on line 90

O governo do Reino Unido anunciou planos para uma nova lei que pretende conter o desmatamento ilegal e proteger florestas tropicais. Anunciada na última terça-feira (25), a legislação tem como objetivo proibir grandes empresas que operam na Grã-Bretanha de utilizar produtos cultivados em terras desmatadas ilegalmente. Com possíveis reflexos no Brasil, a proposta tem sido criticada por entidades de proteção ao meio ambiente, como o Greenpeace.

Como explica o “Guardian“, de acordo com o projeto de lei, as empresas serão punidas com multas (estipuladas posteriormente) caso não realizem as devidas investigações em suas cadeias de abastecimento. Também será dever das companhias publicar informações sobre as origens das principais commodities importadas e se elas são produzidas de acordo com as leis locais de proteção às florestas.

– Como a Costa Rica desacelerou, parou e depois reverteu o desmatamento de florestas tropicais

Imagem de desmatamento na Floresta Amazônica

Desmatamento da Amazônia, no Norte do Brasil, é um dos mais preocupantes do mundo

“O Reino Unido tem o dever de liderar o combate às crises de biodiversidade e da natureza”, disse Zac Goldsmith, ministro internacional do meio ambiente. “Todos nós vimos as imagens devastadoras das florestas mais preciosas do mundo sendo derrubadas, muitas vezes ilegalmente, e não podemos deixar de agir como um país.”

– Desmatamento no Brasil em 2019 foi 99% ilegal e país é o que mais destrói florestas no mundo

Uma consulta sobre a lei durará seis semanas em busca de opiniões de entidades britânicas e internacionais que estejam ligadas à causa. “Há uma conexão extremamente importante entre os produtos que compramos e seus rastros ambientais mais amplos, e é por isso que o governo está realizando a consulta sobre as novas medidas”, concluiu o ministro.

Impactos no Brasil

“A proposta da Defra [Departamento de Meio Ambiente, Alimentos e Assuntos Rurais] de tornar ilegal o uso de produtos que não cumpram as leis locais de proteção a áreas naturais por empresas maiores é seriamente falha. Todos nós vimos como o presidente [Jair] Bolsonaro defendeu a expansão da agricultura no Brasil às custas da Floresta Amazônica”, declarou Elena Polisano, ativista florestal do Greenpeace no Reino Unido, ao citar um exemplo bastante familiar aos brasileiros.

– Desmatamento na Amazônia cresce 60% e especialistas temem ‘efeito Bolsonaro’

“Também não há nada que resolva o fato de que alguns produtores de commodities podem ter uma linha ‘sustentável ’, mas continuam destruindo florestas em outros lugares, o que apenas transfere o problema para o quintal de outra pessoa”, continuou Polisano.

– Garimpeiros avançam e desmatamento em terras indígenas aumenta 59% durante a pandemia

“Jamais resolveremos esse problema sem atingir a demanda. Empresas como a Tesco, que vendem mais carne e laticínios e, portanto, usam mais soja para ração animal do que qualquer outro varejista do Reino Unido, sabem o que precisam fazer para reduzir o impacto que estão tendo sobre o desmatamento na Amazônia e outras florestas cruciais. Eles devem reduzir a quantidade de carne e laticínios que vendem e retirar os destruidores de florestas de sua cadeia de suprimentos imediatamente.”

Ainda não há diretrizes concretas sobre como as decisões da proposta de lei podem afetar o Brasil, mas, caso seja aprovada, acordos comerciais com o país latino-americano podem ser duramente afetados caso se relacionem a origens de desmatamento ilegal na região.

Publicidade

Fotos: Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Samaúma: a árvore rainha da Amazônia que guarda e distribui água para outras espécies