Debate

Supermercado exige que mulher cubra shorts e insinua ‘se ela estava usando calcinha’

por: Yuri Ferreira

Uma mulher britânica foi obrigada a cobrir seus shorts por uma rede de supermercados na Inglaterra. Em um dia de altas temperaturas, Lauren O’Connor decidiu usar um shorts curto para fazer uma compra no mercado Sainsbury. Quando chegou ao estabelecimento, um dos funcionários da empresa pediu que ela escondesse o shorts com sua camiseta após um homem insinuar que ela não estava usando calcinha.

A especialista em Relações Públicas se dirigiu ao Twitter para expressar sua indignação com o machismo da loja. Segundo Laura, muitos homens frequentam esse tipo de estabelecimento sem camisa e não sofrem nenhum tipo de represália.

– Homem filma, objetifica e sexualiza mulheres praticando yoga no Rio de Janeiro

Funcionários da rede de supermercado importunaram Laura por estar usando essa bermuda

“Eu estou muito brava. Acabei de ser abordada por um membro do staff da Sansburys. Ele disse para eu cobrir os meus shorts. Um homem velho fez um comentário para o funcionário, que se sentiu no direito de me dizer como eu deveria me vestir enquanto estava fazendo compras. Se eu quiser usar shorts, eu irei”, afirmou Laura em seu Twitter.

– Vereadora é alvo de machismo em sessão por calça rasgada

Segundo o Daily Mail, o homem velho perguntou ao funcionário se ela estava usando calcinha e, por isso, o empregado da Sainsbury fez o pedido. Laura afirmou se sentir humilhada em público e, logo depois da publicação do tweet, a história rodou a imprensa britânica.

“Tudo que eu queria eram sorvetes. Não ser humilhada em um supermercado. Estou profundamente desapontada. Quando os homens vão parar de dizer como as mulheres devem se vestir? Especialmente quando há tantos homens sem camisa no supermercado, coisa que dificilmente irá mudar”, completou no Twitter:

– Quando roupa de deputada vira tema de debate e críticas precisamos MUITO do feminismo

Em nota ao Daily Mail, a rede de supermercados se desculpou pela inconveniência: “Estamos conversando com os responsáveis pela filial para entender o que pode ter acontecido e queremos nos desculpar a Lauren por qualquer ofensa.”

Publicidade

Fotos: Reprodução/Twitter


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Obsessão por Luísa Sonza e Whindersson é exemplo do lado tóxico das redes sociais