Arte

As incríveis máscaras coloridas usadas na Ópera Chinesa há mais de 1000 anos

por: Vitor Paiva

Uma das mais antigas formas de arte dramática conhecidas, a Ópera Chinesa é marcada pelo uso de máscaras, coloridas e cheias de expressividade, representando emoções ou personagens que os atores trocam agilidade e impacto para transformar determinada cena ou intenção. Há mais de 1000 anos que as máscaras representam, de forma vívida e dramática, a personalidade dos personagens, dos atores, a intenção e a sentimentalidade de determinada narrativa – conforme demonstra essa incrível coleção de cartões do início do século XX, representando algumas das tantas máscaras utilizadas na Ópera Chinesa ao longo dos séculos.

Tendo origem nas canções populares e de trabalho – a chamada cultura folk – e nas danças, músicas e lendas ancestrais, a Ópera Chinesa foi se transformando ao longo das dinastias no país, até se tornar uma complexa combinação de música, literatura e artes em geral – acompanhada sempre pela evolução e a imensa popularidade das próprias máscaras, que se afirmaram como um subgênero da ópera e característica essencial dessa forma de arte.

Os presentes cartões representando algumas dessas máscaras foram reunidos originalmente pelo site Vintag.es, e originalmente vinham encartados em maços de cigarro na China do início do século passado.

Publicidade

© fotos: Vintag.es


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Como R&B e Hip-Hop ultrapassaram o rock e se tornaram os gêneros mais ouvidos dos EUA