Debate

Barraco com biquíni e garrafada no Leblon deve acabar na Justiça: ‘Vai ter processo, sim’

por: Redação Hypeness

Duas mulheres de biquíni estavam dentro de um Peugeot conversível, passeando pelo Rio de Janeiro na noite de sexta-feira (25), quando o carro dirigido por um homem parou no trânsito na Rua Dias Ferreira, no Leblon, na Zona Sul da cidade. Foi o suficiente para o início de um barraco em um dos bairros mais caros do mundo. Tudo começou quando uma arquiteta atirou garrafas d’água dentro do veículo. Ela estava sentada na mesa do restaurante Togu e se irritou com o fato de que as mulheres estavam se beijando. 

O barraco do Leblon deu o que falar nas redes sociais

A passageira do banco de trás, identificada como Sheila, desceu e revidou com socos contra a arquiteta. Claro que o episódio foi registrado e os vídeos viralizaram nas redes sociais. Nas imagens, é possível ver que o motorista e as duas mulheres dançam dentro do carro. Até que uma delas, atingida por uma garrafada nas costas, reclama e um segundo objeto lhe é jogado. Ao descer do veículo, ela se dirige à mesa do restaurante e agride a arquiteta responsável pelos arremessos. Um homem que estava na mesma mesa levanta e arranca a parte de cima do biquini da moça. O carro, então, vai embora.

– ‘Transar com uma mulher de cada país’: o machismo do jovem que se diz parça de Neymar

– Pai de mulher que humilhou vendedores aos berros diz que não é juiz e ‘nem poderoso’

O barraco do Leblon continua 

Se você pensa que a confusão toda acaba por aqui, continue lendo. Aline Cristina Araújo Silva usou as redes sociais para justificar a agressão. A arquiteta afirmou que estava no restaurante com duas crianças, além de pessoas mais velhas. Por volta das 20h, segundo ela, as supostas cenas de ‘atentado ao pudor’ aconteceram e incomodaram a arquiteta. A moça, mesmo com duas crianças na mesa, jogou uma garrafa de água na direção do conversível para, ela diz, “apagar o fogo”.

“Os três estavam fazendo preliminares, parecendo um filme pornô bem ali na nossa frente, de camarote”, narrou, afirmando ainda que o fato estava sendo repudiado com xingamentos por “toda a rua”

– Transmissão de coronavírus em bares: vídeo manda a real choca negacionistas

Se na rua a arquiteta teve apoio, na internet muita gente foi contra a atitude dela:

O barraco do Leblon não tem fim 

A treta do Leblon parece um capítulo de alguma novela de Manoel Carlos. O barraco seguiu na noite do domingo (27) com Sheila, que usou as redes sociais para dizer ter recebido ofertas de publicidade com cachê, mas que não aceitou por “não querer usar isso (o episódio) para se promover”. Ela marcou veículos de imprensa e até o ex-jogador Vampeta. 

– RJ tem ‘choppecídio’ com bares lotados e deboche. Cidade age como se coronavírus não existisse

Já Priscilla Dornelles, que estava no banco da frente do Peugeot passeando com Sheila, afirmou que recebeu ofensas da arquiteta. “Ela está querendo nos difamar. Saímos de uma festa na lancha, na praia, e resolvemos dar uma volta de biquíni mesmo para curtir. Mas uma recalcada simplesmente não gostou do que viu, não sei o que incomodou tanto ela, porque estávamos somente nos divertindo. Eu acho que difamação é um crime muito sério. Só pra avisar que vai ter processo sim”, concluiu nas redes sociais. 

Horas depois, o vídeo sobre o caso foi apagado pela arquiteta Aline Cristina. Ela contou ao jornal O Globo que foi orientada a fazê-lo por um amigo delegado. Até o momento, nenhum dos envolvidos no episódio procurou a 14ª DP (Leblon), mas as duas mulheres agredidas disseram, nas redes sociais, que pretendem processar a arquiteta. 

A história com água, biquíni e gritos viralizou nas redes sociais: 

1.

Mas vale lembrar que a “a gostosa do Leblon”, como Sheila tem sido conhecida nas redes, também não deu bom exemplo:

2.

3.

 

Publicidade

Fotos: Reprodução/Twitter


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Ex-‘Pânico’ diz ter sofrido assédio nos bastidores da TV: ‘Julgavam que assistente era garota de programa’