Design

Concurso ‘reinventa’ a icônica Brooklyn Bridge, em Nova York

por: Vitor Paiva

Um dos símbolos da paisagem urbana de Nova York, a Brooklyn Bridge – ponte que liga a ilha de Manhattan ao bairro do Brooklyn – serviu como ponto de partida para um concurso de design que tem como norte algumas complexas e desafiadoras perguntas: como reinventar algo tão icônico como a Brooklyn Bridge? De que forma ela pode superar seus problemas e oferecer novas soluções para a cidade? Para ampliar o debate público sobre problemas referentes à ponte e à grande megalópole que é Nova York que o o concurso Reimagining Brooklyn Bridge foi pensado, convidando os participantes a, como diz o título, “reimaginarem”a passagem de pedestres na ponte.

A Brooklyn Bridge © Getty Images

A ideia do concurso foi de que os projetos oferecessem maior acessibilidade, sustentabilidade e segurança para a cidade, seus moradores e visitantes – estima-se que cerca de 10 mil pessoas cruzem a ponte, inaugurada em 1883, andando diariamente. O trânsito intenso – de automóveis mas também de pessoas – é um dos dilemas que a ponte enfrenta, e seus tantos desdobramentos ambientais, sonoros, de qualidade de vida e segurança, foram alguns dos pontos que os projetos enviados para o concurso teriam de enfrentar.

Imagem ilustrando o projeto “Brooklyn Bridge Forest”

Reimagining Brooklyn Bridge foi dividido entre as categorias Profissional, para participantes acima de 22 anos, e Jovens Adultos, para quem tem 21 anos ou menos. O júri foi composto de forma interdisciplinar, a fim de avaliar os projetos em perspectivas amplas, pensando questões de acessibilidade, segurança, benefícios ambientais, segurança, potencial de prazer aos usuários, mas também respeito ao status icônico da Brooklyn Bridge. Foram mais de 200 projetos, enviados de 37 países, para que se chegasse aos vencedores a partir de uma combinação de votos públicos e dos jurados.

Imagens ilustrando o projeto “Brooklyn Bridge Forest”

Na categoria Profissional, um coletivo também interdisciplinar reunindo especialistas de grupos como Pilot Projects Design Collective, Cities4Forests, Wildlife Conservation Society e Grimshaw Silman foi o grande vencedor – reimaginando a ponte como uma espécie de “jardim suspenso”. Intitulado “Brooklyn Bridge Forest”, o projeto sugere repensar a ponte como “um ícone de ação climática e igualdade social”, com a expansão do espaço para pedestres, estabelecimento de uma ciclovia exclusiva para quem cruza a ponte de bicicleta, além, é claro, da inclusão de microflorestas ao longo da ponte. A ideia do projeto é também criar uma expansão elevada por sobre os carros para o estabelecimento dessa outra experiência sobre a Brooklyn Bridge.

Imagem ilustrando o projeto “Brooklyn Bridge Forest”

Na categoria Jovens Adultos o vencedor foi um grupo formado por Shannon Hui, Hwans Kim e Yujim Kim. Intitulado “Do Look Down” (Olhe mesmo pra baixo, em tradução livre), o projeto propõe que uma superfície de vidro seja colocada como chão de parte da passarela de pedestres, a fim de transformar a experiência de atravessar a ponte do Brooklyn a pé – utilizando projeções e outras tecnologias que transformam a ponte em uma verdadeira tela. Além disso, o projeto sugere a utilização do local como espaço para atividades artísticas e culturais de modo geral, assim como cenário para grande instalações.

Imagens ilustrando o projeto “Do Look Down”

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Banco escolar estimula posições saudáveis oferecendo 4 formas de sentar