Debate

Coronavírus: ES quer retomar aulas com protocolo de despedida em caso de morte de alunos ou professores

por: Redação Hypeness

Parece até fake news, mas é um retrato da política brasileira em tempos de pandemia do novo coronavírus: o plano de retomada das aulas presenciais nas instituições da educação básica no estado do Espírito Santo reconhece o risco de óbitos de alunos, professores e demais funcionários da escola, e estabelece uma espécie de ‘protocolo do luto’ com orientações sobre como atuar diante desses casos.

O conteúdo, divulgado pelo governo comandado por Renato Casagrande (PSB) e disponibilizado para consulta pública nesta sexta-feira (4), sugere que, “havendo óbitos de alunos ou de profissionais da escola, e se for algo desejado pela comunidade escolar, o grupo pode organizar ritos de despedida, homenagens, memoriais, formas de expressão dos sentimentos acerca da situação e em relação à pessoa que faleceu”

– Governo do Amazonas vira piada com máscara contra coronavírus do tamanho de um shorts

O governador Renato Casagrande decidiu que as escolas estaduais voltarão a ter aulas presenciais a partir do mês de outubro, começando pelas de ensino médio, depois os do 6º ao 9º ano, e finalmente os do 1º ao 5º ano. 

O governo do Espírito Santo quer que os alunos voltem a ter aulas presenciais em outubro

– Prefeito viraliza com fala honesta sobre desastre do coronavírus no Brasil: ‘Teimosas demais’

O plano de volta às aulas no Espírito Santo 

Automaticamente, o risco de contaminação por coronavírus é assumido, assim como as mortes por covid-19. O documento prossegue apontando que será permitido: “a construção de uma rede socioafetiva para os enlutados. Simbolizar a dor de alguma forma contribui para o processo de luto, lembrando sempre que cada um vive esse momento de uma maneira, como uma experiência pessoal e única e que, por isso, precisa ser respeitado”, diz o texto.

Seguindo a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), que é a de diminuição da circulação de pessoas, haverá também a redução no número de alunos por turma. Ficando 50% presencial e outros 50% não presenciais, por meio das APNPs (Atividades Pedagógicas Não Presenciais).

O plano prevê que as turmas façam um revezamento: as classes seriam divididas em duas turmas, cada uma teria aulas presenciais a cada dos dias, alternando sua presença na escola – no dia em que uma turma for a escola, a outra fica em casa, e no dia seguinte isso se inverte, e assim sucessivamente.

– Hong Kong investiga 1º caso de reinfecção por coronavírus e analisa duração de imunidade

Também estará no protocolo das aulas presenciais medidas como distribuição de álcool gel para higienização individual dos frequentadores da escola, assim como medição de temperatura para identificar possíveis sintomas de covid-19. 

Até a manhã de sexta-feira (11), o Espírito Santo teve 3.314 mortes por coronavírus e 118.130 casos confirmados da doença, diz o Painel Covi-19, plataforma do Governo do Estado. O ‘protocolo do luto’ criado pela Secretaria de Educação do Espírito Santo pode ser acessado no link. O conteúdo está na página 65 do documento oficial.

Publicidade

Foto: Divulgação/Sedu-ES


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Funcionário é preso por estuprar hóspede em hotel na Barra da Tijuca