Diversidade

Jeanette Epps será 1ª astronauta negra na ISS após perder vaga sem justificativas em 2018

por: Redação Hypeness

Astronauta da NASA, Jeanette Epps será a primeira mulher negra a integrar a tripulação da ISS (International Space Station ou Estação Espacial Internacional, em tradução livre). Em 2021, ela se juntará a outros astronautas em uma expedição de seis meses a bordo da estação, oportunidade que teria acontecido em 2018, mas que foi cancelada sem muitas explicações.

Segundo o site “My Modern Met”, Jeanette estava pronta para embarcar em 2018 após treinamentos bem-sucedidos na Rússia e no Cazaquistão, quando foi afastada e substituída pela colega de profissão, Serena M. Auñón-Chancellor.

– Nasa garante que uma mulher será o primeiro ser humano a pisar em Marte

Imagem de Jeanette Epps, que é astronauta e engenheira aeroespacial

Jeanette Epps é astronauta e engenheira aeroespacial

A nova-iorquina não apresentava qualquer problema de saúde ou de família que a impedisse de participar da missão. Contudo, a troca aconteceu e os motivos da decisão nunca foram explicados diretamente.

O sonho de ir ao espaço acompanha Jeanette desde os nove anos de idade. Incentivada pelo irmão, ela se formou em Física no LeMoyne College, em Nova York, e mais tarde se tornou doutora em Engenharia Aerospacial.

– NASA dá nome de primeira engenheira negra da agência à sede em Washington

Jeanette também trabalhou para a CIA como oficial de inteligência técnica e foi indicada para a NASA quando a agência espacial estava buscando por astronautas. Ela se emocionou e logo aceitou o convite para ser treinada.

Em entrevista ao “Cut”, a astronauta fala sobre a importância de jornadas como a dela para as novas gerações. “Quero ter certeza de que os jovens saibam que isso não aconteceu da noite para o dia. Houve muito trabalho envolvido, muito comprometimento e consistência. É uma tarefa difícil de assumir.”

– A história de Margaret Hamilton, a incrível mulher que foi pioneira na tecnologia e ajudou a NASA a aterrissar na Lua

Os seis meses que Jeanette passará na missão também serão o mais longo tempo de permanência dentre astronautas afro-americanos na Estação Espacial Internacional como membro da tripulação.

“Muitas meninas precisam ver alguém que se pareça com elas fazendo coisas que nunca pensaram que poderiam fazer”, explica Jeanette em vídeo da NASA. “Aqui estou. Estou fazendo muitas dessas coisas que você nunca pensou que seria capaz de fazer.”

Publicidade

Foto: Divulgação/NASA


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Como ter modelos fora do padrão tem impacto positivo na autoestima das pessoas