Debate

Lula e Bolsonaro bombam em eleições dominadas por militares, pastores e ‘Zé das couves’

por: Yuri Ferreira

As eleições municipais de 2020 começaram! Vereadores e prefeitos concorrem aos pleitos de mais de 5 mil municípios no país e muitos tentam garantir seus cargos na sombra da polarização entre o ex-presidente Lula e o atual mandatário, Jair Bolsonaro. Além disso, os clássicos ‘Zé das couves’, ‘Alemão da Padaria’, dentre outros, pipocam nos registros dos tribunais eleitorais brasileiros.

Particularmente, as eleições são o meu momento favorito da vida brasileira. Para quem gosta, as de 2020 serão um prato cheio. O aumento do número de mulheres (eram 31% das campanhas em 2016 e agora são 33%) e de negros (maioria entre os vereadores) mostra um aumento da diversidade no pleito, que cresceu 9% em número de candidatos na comparação com a última eleição.

Lula e Bolsonaro disputam mentes e corações, mas é o atual presidente que ganha no critério nomes de vereadores; são 78 Lulas e 82 Bolsonaros. Foi registrado um aumento em candidatos militares, em especial policiais, tendência que já era observada no último pleito federal-estadual, de 2018.

– Mulher com síndrome de Down se candidata em eleições francesas

Lula e Bolsonaro polarizam escolhas por nomes em urnas ao redor do país

A jornalista de dados Cecília do Lago mostrou que nessa eleição haverá, como sempre, os folclóricos ‘Zés das Couves’. Ela utilizou a base de dados do TSE para fazer uma thread incrível que mostra a incrível diversidade de nomes dos mais de 500 mil candidatos a vereança no nosso país. E não são só os Lulas e Bolsonaros, tem muito político sendo usurpado na urna:

– Drag queen vai lançar candidatura coletiva em eleições municipais em Salvador

A tática da confusão pode até funcionar, mas não é muito recomendada, isso porque o eleitor sabe que o candidato – tem uma foto na urna – não é o referido ex-presidente. Entretanto, a tática pode tentar criar uma proximidade entre o candidato e os famosos políticos.

“Os eleitores sabem que não é o Lula ou o Bolsonaro que estão concorrendo. Eventualmente, esses candidatos a vereador podem querer sinalizar para o eleitor que eles seguem as políticas dessas lideranças conhecidas, mas esse tipo de estratégia acaba não funcionando. Se você tem dez candidatos utilizando essa estratégia, em um mesmo estado ou mesma cidade, eles acabam não se diferenciando”, explica Pedro Mundim, professor de ciência política da Universidade Federal de Goias (UFG), ao G1.

– Como a ciência entende e explica o ódio que se espalhou nas eleições

E aqui vai outra thread com as celebridades que estão concorrendo às eleições no município de São Paulo (sério, é cada uma!):

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Após pressão popular, Bolsonaro revoga decreto para privatização da atenção básica